Boas Vindas Emergência Academias Afiliados Arte e Cultura
Boas Vindas
Emergência
Academias
Afiliados
Arte e Cultura
Cidade
Bichos
Educação
Empresa
Esportes
Eventos
Farmax
Lgbts
Mapa
Noticias
Pizzarias
Praia: Centro
Praia:Ferrugem
Praia do Rosa
Praia: Silveira
Praia: Siriú
Praia: Ouvidor
Praia: Vigia
Politica
PRO SAÚDE
Restaurantes
Romi
Tecnologia
Transportes
Tempo
Vilson Festas


 

X-RUN 60K CANELA: ÚLTIMOS DIAS PARA SE INSCREVER

 

Corredores farão 60km por montanhas, vales, trilhas, estradas de chão e

belas paisagens da Serra Gaúcha. A aventura está marcada para 3 de

dezembro e pode ser feita individualmente ou em equipes. As inscrições

estão abertas até 25/11

 

Termina na próxima sexta-feira (25/11) o prazo de inscrições para a X-Run

60k Canela. A corrida em montanhas, que está na segunda edição, vai reunir

atletas amadores e profissionais de todo o País na serra gaúcha no dia 3

de dezembro. Eles vão se aventurar em um percurso de 60 km em uma região

de montanhas, vales, rios, trilhas e estradas de chão.

O percurso será dividido em oito trechos que variam de 4,5 a 13km com

diferentes níveis de dificuldade. A prova pode ser feita individualmente e

por equipes de dois, quatro e oito atletas nas categorias masculina,

feminina e mista. As duplas e os quartetos contarão, ainda, com a

categoria máster para participantes cuja idade média seja pelo menos 40

anos. “A dificuldade pode ser administrada de acordo com o número de

integrantes da equipe. Iniciantes que correm 4,4km têm condições de

participar da prova em octetos e os atletas mais experientes poderão

enfrentar os 60km individualmente”, explica o organizador, Anderson Roos.

O trajeto é balizado e passa por locais como o Parque do Caracol, que

abriga a famosa Cascata do Caracol, a Floresta Nacional do Ibama, o vale

do Rio Paranhana, Linha São João, Chapadão e Quilombo Alto. Terrenos

montanhosos e planos, estradas de chão, trilhas e asfalto, somando mais de

1.500 metros de ascensão acumulada, estarão no caminho dos corredores.

RÚSTICA E KIDS – Para quem busca um desafio tão bonito e emocionante

quanto o revezamento, mas não tem o dia todo disponível, a novidade deste

ano é a rústica de 6 km. As crianças também poderão participar do evento

na prova Kids, que percorrerá distâncias de 100m a 1km. “Criamos a prova

infantil para divertir e incentivar as crianças a praticar esportes desde

cedo”, revela Anderson.

PARA PARTICIPAR – As inscrições da X-Run Canela podem ser feitas até 25 de

novembro no site www.sulbrasilis.com.br e incluem camiseta em tecido

tecnológico, squeeze, medalha de participação, hidratação em todos os

trechos do percurso, chip de cronometragem e hidratação e frutas na

chegada. As inscrições da corrida rústica de 6km e da prova Kids estão

abertas até o encerramento das vagas.

PROGRAMAÇÃO – A base do evento será o Hotel Pampas da Serra, onde haverá o

congresso técnico e a retirada dos kits de prova na sexta-feira, 2 de

dezembro. No sábado, dia 3, a largada dos 60km para atletas individuais e

equipes de revezamento será às 8h30. Às 9h será dada a largada da rústica

de 6km e a corrida infantil acontece às 16h. Às 17h, os participantes das

categorias dos 60km serão premiados com troféus até o 3º lugar. Os três

primeiros colocados da rústica nas categorias geral masculina e feminina

também receberão troféus.

A CORRIDA - Inspirada em grandes provas internacionais de montanha, a

X-Run 60K é uma corrida com duas edições anuais: em maio, na Praia do

Rosa, no paradisíaco litoral catarinense, e em dezembro em Canela, na

charmosa serra gaúcha. Disputada individualmente ou em equipes, a

competição propõe um desafio diferenciado de acordo com o nível de cada

atleta. O evento é promovido pela Associação de Esportes na Natureza

(Naturesporte) e tem apoio da Kailash, da X3 camisetas e da Banana Power.

 A CIDADE – Localizada na Serra Gaúcha e rodeada por natureza exuberante,

Canela tem no turismo sua grande vocação, com atrações para todos os

gostos. São parques, hotéis, pousadas, restaurantes, churrascarias, cafés

e uma série de eventos realizados ao longo do ano. Um deles é o Sonho de

Natal, um dos maiores eventos natalinos do Brasil, que poderá ser

apreciado pelos atletas do X-Run e por suas famílias. “Queremos reunir boa

infraestrutura local, os eventos do município, a natureza da região

serrana e a X-Run 60k, destacando todo o potencial turístico que a cidade

oferece”, destaca Anderson Roos.

 

SERVIÇO

O quê: X-Run 60k Canela

Quando: 3 de dezembro

Onde: Canela (RS)

Retirada de kits, largada e chegada: Hotel Pampas da Serra

Inscrições: No site www.sulbrasilis.com.br. Para a X-Run, até 25/11. Para

a rústica de 6 km e a prova kids, enquanto houver vagas.

Regulamento e informações: No site www.sulbrasilis.com.br

Informações para a imprensa: Cinthia Andruchak –

imprensa@sulbrasilis.com.br - (48) 9112 9259.

 

 

 

X-RUN 60K CANELA: INSCRIÇÕES COM DESCONTO ATÉ DIA 31

 

Corredores farão 60km por montanhas, vales, trilhas, estradas de chão e belas paisagens da Serra Gaúcha. A aventura está marcada para 3 de dezembro e pode ser feita individualmente ou em equipes.

 

Quem quer garantir uma vaga com desconto para a X-Run 60k Canela precisa

correr: o período de inscrições com valores promocionais termina na próxima segunda-feira, dia 31 de outubro. A corrida em montanhas, que está na segunda edição, vai reunir atletas amadores e profissionais de todo o País na cidade gaúcha de Canela no dia 3 de dezembro. Eles vão se aventurar em um percurso de 60 km em uma região de montanhas, vales, rios, trilhas e estradas de chão.

O percurso será dividido em oito trechos que variam de 4,5 a 13km com diferentes níveis de dificuldade. A prova pode ser feita individualmente e por equipes de dois, quatro e oito atletas nas categorias masculina, feminina e mista. As duplas e os quartetos contarão, ainda, com a categoria máster para participantes cuja idade média seja pelo menos 40 anos. “A dificuldade pode ser administrada de acordo com o número de integrantes da equipe. Iniciantes que correm 4,4km têm condições de participar da prova em octetos e os atletas mais experientes poderão enfrentar os 60km individualmente”, explica o organizador, Anderson Roos.

O trajeto é balizado e passa por locais como o Parque do Caracol, que abriga a famosa Cascata do Caracol, a Floresta Nacional do Ibama, o vale do Rio Paranhana, Linha São João, Chapadão e Quilombo Alto. Terrenos montanhosos e planos, estradas de chão, trilhas e asfalto, somando mais de 1.500 metros de ascensão acumulada, estarão no caminho dos corredores.

RÚSTICA E KIDS – Para quem busca um desafio tão bonito e emocionante quanto o revezamento, mas não tem o dia todo disponível, a novidade deste ano é a rústica de 6 km. As crianças também poderão participar do evento na prova Kids, que percorrerá distâncias de 100m a 1km. “Criamos a prova infantil para divertir e incentivar as crianças a praticar esportes desde cedo”, revela Anderson.

PARA PARTICIPAR – As inscrições podem ser feitas até 25 de novembro no site www.sulbrasilis.com.br e incluem camiseta em tecido tecnológico, squeeze, medalha de participação, hidratação em todos os trechos do percurso, chip de cronometragem e hidratação e frutas na chegada. Até 31 de outubro, as inscrições dos 60km têm desconto e custam R$ 160 na categoria individual, R$ 260 para duplas, R$ 400 para quartetos e R$ 680 para octetos. Na prova de 6km, a inscrição custa R$ 60 até o final de outubro. Já a inscrição para a corrida Kids custa R$ 20 e inclui camiseta da prova.

PROGRAMAÇÃO – A base do evento será o Hotel Pampas da Serra, onde haverá o congresso técnico e a retirada dos kits de prova na sexta-feira, 2 de dezembro. No sábado, dia 3, a largada dos 60km para atletas individuais e equipes de revezamento será às 8h30. Às 9h será dada a largada da rústica de 6km e a corrida infantil acontece às 16h. Às 17h, os participantes das categorias dos 60km serão premiados com troféus até o 3º lugar. Os três primeiros colocados da rústica nas categorias geral masculina e feminina também receberão troféus.

A CORRIDA - Inspirada em grandes provas internacionais de montanha, a X-Run 60K é uma corrida com duas edições anuais: em maio, na Praia do Rosa, no paradisíaco litoral catarinense, e em dezembro em Canela, na charmosa serra gaúcha. Disputada individualmente ou em equipes, a competição propõe um desafio diferenciado de acordo com o nível de cada atleta. O evento é promovido pela Associação de Esportes na Natureza

(Naturesporte) e tem apoio da Kailash, da X3 camisetas e da Banana Power.

A CIDADE – Localizada na Serra Gaúcha e rodeada por natureza exuberante, Canela tem no turismo sua grande vocação, com atrações para todos os gostos. São parques, hotéis, pousadas, restaurantes, churrascarias, cafés e uma série de eventos realizados ao longo do ano. Um deles é o Sonho de Natal, um dos maiores eventos natalinos do Brasil, que poderá ser apreciado pelos atletas do X-Run e por suas famílias. “Queremos reunir boa infraestrutura local, os eventos do município, a natureza da região serrana e a X-Run 60k, destacando todo o potencial turístico que a cidade oferece”, destaca Anderson Roos.

 

SERVIÇO

O quê: X-Run 60k Canela

Quando: 3 de dezembro

Onde: Canela (RS)

Retirada de kits, largada e chegada: Hotel Pampas da Serra

Inscrições: Até 25/11 no site www.sulbrasilis.com.br. Com desconto até 31/10. Regulamento e informações: No site www.sulbrasilis.com.br Informações para a imprensa: Cinthia Andruchak – imprensa@sulbrasilis.com.br - (48) 9112 9259.

 

 

  

INSCRIÇÕES ABERTAS PARA CORRIDA DE AVENTURA

SUL BRASILIS 10 ANOS

 

Em uma região de montanhas, trilhas, mata, rios e cachoeiras, as equipes terão que se orientar com mapas para cumprir o percurso nas modalidades de trekking, caiaque e mountain bike. O desafio está marcado 6 de novembro em Jaraguá do Sul (SC)

 

Estão abertas as inscrições para a corrida de aventura Sul Brasilis 10 anos. O local escolhido para o desafio, marcado para o dia 6 de novembro, é o município de Jaraguá do Sul, no Norte de Santa Catarina. Rios com corredeiras, montanhas, trilhas, mata, cachoeiras e imensos bananais compõem cenário onde as equipes terão que se orientar com mapas enquanto praticam as modalidades de trekking, caiaque e mountain bike.

O evento comemora os 10 anos da Sul Brasilis, que realizou a primeira corrida de aventura em solo catarinense em 2001. “No ano 2000 participei da minha primeira corrida de aventura, em Bertioga (SP). Depois de adquirir experiência como atleta, lancei a Sul Brasilis Adventure 2001, uma prova típica da época: dura e longa, com 180 km entre Antônio Carlos e Florianópolis. A equipe vencedora, Visite Punta del Este, do Uruguai, levou 39 horas para completar a prova”, lembra o educador físico Anderson Roos, o “embaixador” do esporte em Santa Catarina. A experiência lançou no Estado as bases de um esporte que tem ganho adeptos e ajudado a divulgar as belezas naturais dos municípios catarinenses.

Categorias

Desenvolvida para atletas iniciantes e experientes, a Sul Brasilis 10 anos será disputada em duplas nas categorias Industriário (para trabalhadores de indústrias), com 10 km de trekking e caiaque, e Aventura, com 40 km de mountain bike, trekking e caiaque. Para os atletas experientes, a categoria Expedição será disputada em duplas e quartetos mistos nas modalidades mountain bike, trekking e caiaque, porém com um percurso de 70km. “Convidamos todos que já participaram de alguma edição da Sul Brasilis para confraternizar conosco nessa grande festa. E quem nunca participou será muito bem vindo ao mundo da aventura”, diz Anderson. Para participar As inscrições estão abertas até 28 de outubro no site www.sulbrasilis.com.br e custam R$ 25 por atleta para a categoria Industriário, R$ 80 para a categoria Aventura e R$ 120 para a categoria Expedição. A largada da prova será no dia 6 de novembro (domingo) de manhã no Parque Malwee. A premiação prevê troféus para as três primeiras equipes em cada categoria. O evento tem patrocínio da Prefeitura Municipal e da Secretaria de Turismo de Jaraguá do Sul.

Desafio na natureza

Corrida de aventura é um desafio em equipes que pode ser praticado de forma recreacional ou competitiva. Pouco antes da largada, as equipes recebem um mapa indicando os pontos por onde devem passar. Orientando-se com bússolas e praticando modalidades pré-definidas como mountain bike, trekking e caiaque, os atletas se deslocam, sempre em equipe, para alcançar esses pontos. Vence quem fizer todas as etapas no menor tempo.

“Navegação com mapas em meio à natureza, trabalho de equipe e superação são a essência de uma corrida de aventura”, revela Anderson.

 

SERVIÇO

O quê: Sul Brasilis 10 anos – Corrida de aventura

Quando: 6 de novembro

Onde: Jaraguá do Sul (SC)

Largada: Parque Malwee

Inscrições: Até 28 de outubro no site www.sulbrasilis.com.br Regulamento e informações: No site www.sulbrasilis.com.br



 

X-RUN 60K CANELA ESTÁ COM INSCRIÇÕES ABERTAS

 

Corredores farão 60 km por montanhas, vales, trilhas, estradas de chão e belas paisagens da Serra Gaúcha. A aventura está marcada para 3 de dezembro e pode ser feita individualmente, em duplas, quartetos e octetos.

Rústica de 6km e prova Kids são as novidades desta edição

 

As belezas naturais da Serra Gaúcha serão o cenário da corrida em montanhas X-Run 60k Canela. O desafio, que está na segunda edição, vai reunir aventureiros de todo o País no dia 3 de dezembro. “Depois do sucesso do ano passado com participantes de vários estados, queremos reunir ainda mais atletas e firmar a prova no calendário de corridas gaúcho e no nacional”, afirma Anderson Roos, organizador da prova. Em uma região de montanhas, vales, rios, trilhas e estradas de chão, a competição terá um percurso de 60 km dividido em oito trechos que variam de 4,5 a 13 km com diferentes níveis de dificuldade. A prova pode ser feita individualmente e por equipes de dois, quatro e oito atletas nas categorias masculina, feminina e mista. As duplas e os quartetos contarão, ainda, com a categoria máster para participantes cuja idade média seja pelo menos 40 anos. “A dificuldade da corrida pode ser administrada de acordo com o número de integrantes da equipe. Iniciantes que correm 4,4km têm condições de participar da prova em octetos e os atletas mais experientes poderão enfrentar os 60km individualmente”, explica o organizador.

O trajeto é balizado e passa por locais como o Parque do Caracol, que abriga a famosa Cascata do Caracol, a Floresta Nacional do Ibama, o vale do Rio Paranhana, Linha São João, Chapadão e Quilombo Alto. Terrenos montanhosos e planos, estradas de chão, trilhas e asfalto, somando mais de 1.500 metros de ascensão acumulada, estarão no caminho dos corredores.

RÚSTICA E KIDS – Para quem busca um desafio tão bonito e emocionante quanto o revezamento, mas não tem o dia todo disponível, a novidade deste ano é a rústica de 6 km. As crianças também poderão participar do evento na prova Kids, que percorrerá distâncias de 100m a 1km. “A ideia é entreter toda a família. Abrimos a categoria infantil para divertir e incentivar as crianças a praticar esportes desde cedo”, revela Anderson.

PROGRAMAÇÃO – A base do evento será o Hotel Pampas da Serra, onde haverá o congresso técnico e a retirada dos kits de prova na sexta-feira, 2 de dezembro. No sábado, dia 3, a largada dos 60km para atletas individuais e equipes de revezamento será às 8h30. Às 9h será dada a largada da rústica de 6km e a corrida infantil acontece às 16h. Às 17h, os participantes das categorias dos 60km serão premiados com troféus até o 3º lugar. Os três primeiros colocados da rústica nas categorias geral masculina e feminina também receberão troféus.

PARA PARTICIPAR – Atletas de vários estados brasileiros já garantiram vaga nesse desafio. As inscrições podem ser feitas até 25 de novembro no site www.sulbrasilis.com.br e incluem camiseta em tecido tecnológico, squeeze, medalha de participação, hidratação em todos os trechos do percurso, chip de cronometragem e hidratação e frutas na chegada. Até 31 de outubro, as inscrições dos 60 km têm desconto e custam R$ 160 na categoria individual, R$ 260 para duplas, R$ 400 para quartetos e R$ 680 para octetos. Na prova de 6km, a inscrição custa R$ 60 até o final de outubro. Já a inscrição para a corrida Kids custa R$ 20 e inclui camiseta da prova.

A CORRIDA - Inspirada em grandes provas internacionais de montanha, a X-Run 60K é uma corrida com duas edições anuais: em maio, na Praia do Rosa, no paradisíaco litoral catarinense, e em dezembro em Canela, na charmosa serra gaúcha. Disputada individualmente ou em equipes, a competição propõe um desafio diferenciado de acordo com o nível de cada atleta. O evento é promovido pela Associação de Esportes na Natureza

(Naturesporte) e tem apoio da Kailash, da X3 camisetas e da Banana Power.

 A CIDADE – Localizada na Serra Gaúcha e rodeada por uma natureza exuberante, Canela tem no turismo sua grande vocação, com atrações para todos os gostos. São parques, hotéis, pousadas, restaurantes, churrascarias, cafés e uma série de eventos realizados ao longo do ano. Um deles é o Sonho de Natal, um dos maiores eventos natalinos do Brasil, que poderá ser apreciado pelos atletas do X-Run e por suas famílias. “Queremos reunir boa infraestrutura local, os eventos do município, a natureza da região serrana e a X-Run 60k, destacando todo o potencial turístico que a cidade oferece”, destaca Anderson Roos.

 

SERVIÇO

O quê: X-Run 60k Canela

Quando: 3 de dezembro

Onde: Canela (RS)

Retirada de kits, largada e chegada: Hotel Pampas da Serra

Inscrições: Até 25 de novembro no site www.sulbrasilis.com.br Regulamento e informações: No site www.sulbrasilis.com.br Informações para a imprensa: Cinthia Andruchak – imprensa@sulbrasilis.com.br - (48) 9112 9259.

 

  

 

 

Papo contra novos profissionais, escolas e o mercado em geral...só ele pode e entende....acautelem-se. É a Inquisição abrindo a porta...

 

Abraesporte quer evitar "paraquedistas" no segmento

Entidade pretende auxiliar na preparação de empresas de marketing esportivo

PropMark

O marketing esportivo tem recebido, há pelo menos dois anos – ou desde que a decisão do País como sede da Copa de 2014 e Olimpíadas de 2016 começou a amadurecer –, um sem-número de novos representantes, seja de empresas ou especialistas, de olho nas infinitas oportunidades que o mercado brasileiro proporcionará. Quem, porém, estará preparado para desenvolver um trabalho consistente, que vá além da superficialidade que muitos, ainda hoje, consideram a disciplina? “O que muitos não enxergam é que o marketing esportivo é, antes de qualquer coisa, marketing. Ele tem que ser encarado como tal, passar por todos os processos de marketing, e não se limitar ao oba-oba, às plaquinhas de merchandising e à estampa das marcas em uniformes de atletas”, alertou José Estevão Cocco, presidente da J.Cocco Comunicação Integrada de Marketing e da J.Cocco Sportainment Strategy.

O executivo é um dos pioneiros na exploração do esporte como ferramenta de marketing e, muito por isso, foi nomeado presidente da Abraesporte (Academia Brasileira de Marketing Esportivo), fundada exatamente para auxiliar na viabilização da profissionalização das atividades do marketing esportivo no País, dividindo com todos os envolvidos no processo – entre eles agências, anunciantes, patrocinadores, confederações, clubes, dirigentes e atletas, entre outros – as melhores práticas. A principal preocupação dos envolvidos de longa data com o segmento, segundo Cocco, é com os “paraquedistas”, que acreditam que o volume de negócios a ser gerado graças aos dois maiores eventos esportivos do mundo já é suficiente para gerar algumas cifras. “Muitos têm uma visão equivocada, ou pelo menos limitada, do que é o mar-
keting esportivo. Tem gente que patrocina modalidades esportivas sem saber se existe qualquer ligação ou pertinência com seu negócio, muito pelo despreparo próprio e do parceiro que o acompanha nessa jornada. Queremos que a Abraesporte tenha uma atuação de treinamento nesse sentido. Queremos mostrar que fazer marketing esportivo não é nada além de trabalhar o esporte exclusivamente sob o foco de marketing”, ressaltou Cocco.

Ferramentas

Pensando inicialmente em otimizar o planejamento e as estratégias de atuação de seus clientes, mas hoje estendendo a utilização para qualquer interessado, a J.Cocco Sportainment Strategy desenvolveu a Rank Sport Marketing. A ferramenta tem como meta reunir a maior quantidade de dados sobre as mais diversas modalidades esportivas praticadas no Brasil, com filtros e categorias que permitem descobrir como e onde um determinado anunciante deve investir para ter melhor retorno. “Alimentamos e atualizamos semestralmente a Rank Sport Marketing com toda a informação possível sobre 55 modalidades. Lá é possível conferir qual a visibilidade de cada uma delas, se há transmissão, quem são seus ídolos, qual é o público, quantas pessoas acompanham etc. Por aí é possível traçar um plano de mídia, de patrocínio, diversas ações baseadas no valor de cada verba e, principalmente, na pertinência em relação aos objetivos de cada marca”, detalhou Cocco.

Outras ferramentas, segundo o presidente da Abraesporte, também são fundamentais para uma análise mais aprofundada dos resultados – indo além da superficialidade atual no que diz respeito ao marketing esportivo, como a simples medição de valor de mídia espontânea. “Geralmente, a comprovação de alguma ação de marketing esportivo é baseada exclusivamente no clipping, na presença em veículos, mas de nada serve aparecer amplamente na mídia se for com uma conotação negativa, por exemplo. Para nossos clientes, realizamos um trabalho qualitativo para medir a percepção sobre a marca antes e depois de qualquer evento, usando ferramentas como a PhotoMind, que auxilia nesse sentido. O que interessa após uma ação ligada ao esporte, como em qualquer ação, é o recall, o que ficou na cabeça do público e o que ele entendeu em relação à marca”, alertou.

Ídolos

Cocco acha que há muito de positivo na presença de grandes ídolos do esporte em novas – ou renovadas – empreitadas no marketing esportivo. Porém, alerta que a simples figuração ou exploração da imagem de um campeão, sem uma base profissional aplicada ao próprio ou por trás dele, pode significar uma morte anunciada. “O ídolo é a primeira ferramenta que um esporte deve ter para ser notícia, para ter evidência. Porém, é preciso lembrar que, quando falamos do marketing, o esporte é um plano – e deve ser tratado como tal. Ter um grande nome do esporte participando de uma operação atrai visibilidade e novos negócios, mas é necessário que haja, por trás dele, uma estrutura especializada que conheça muito bem o mercado e saiba como explorar de forma positiva essa vitrine”, acredita o presidente da J.Cocco.

Pro2014

Diante de todas as marcas possíveis registradas no Brasil com qualquer ligação com o número 2014 pela Fifa, a Abraesporte conseguiu licenciar a marca Pro2014, que será utilizada para a realização de um plano que tem como meta realizar um projeto em nível nacional, que una, prepare e assessore empresas para atuação regional. “Queremos capacitar as empresas para oferecer uma espécie de consultoria local em relação às oportunidades trazidas pela Copa do Mundo. Serão 12 cidades-sede, mas como as mais de 5 mil do nosso território podem se beneficiar com o evento. Algumas terão o turismo como carro-chefe, enquanto outras podem ser grandes fabricantes de brindes, por exemplo. Nossa missão será aplicar nosso modelo de trabalho, fazer com que as receitas e métodos aprovados na Abraesporte sejam replicados em todo o Brasil”, contou Cocco.

Futuro

A preocupação da Abraesporte com os “paraquedistas” citados anteriormente é muito mais presente que futura. Na opinião de Cocco, a multiplicação de empresas ou recém-especialistas no marketing esportivo deve ser como aconteceu há pouco menos de duas décadas com o marketing promocional, que apareceu como solução de todos os problemas, mas, com o passar do tempo, manteve apenas aqueles que se adequaram a um modelo pertinente e efetivo de trabalho. “Não se discute se é certo ou errado criar tantos departamentos específicos dentro das grandes agências, ou mesmo novas operações. O que a gente acredita é que a espuma que se faz atualmente é muito grande, como na exploração dos grandes ídolos, mas é preciso ter cuidado para não gerar mais marca própria que faturamento”, aconselhou.

O legado, na opinião do executivo, é o principal – e, para ele, deve ser repleto de pontos positivos. “Em 2017, teremos melhores estruturas, não só em estádios, mas em tudo que cerca a prática esportiva, como de locais para receber grandes seminários, fóruns etc. Também teremos agências e profissionais mais qualificados, veículos mais preparados e, principalmente, anunciantes e patrocinadores mais envolvidos e conscientes em relação ao negócio”, finalizou Cocco.

 




CAMPEONATO DE TENNIS NA PALHOCINHA NESTE SÁBADO 20/08/2011







Quadras cobertas .Sem ventinho  e sem sol quente. Uma maravilha para realizar várias partidas.Vestiario Masculino e Feminino.Instalações de Primeiro Mundo.
E os preços tambem são convidativos. Consulte.
Esporte vale a pena.




Bar com Churrasqueira e tudo o mais para comemorações.




Participação ativa do Marcio Giuliano Marcilio (FARMAX).




Quem sabe faz ao vivo.



E ao contrário do que todo mundo pensa:
 Jogar Tennis não é caro.
Esse Esporte era apenas praticado pela Elite agora mudou. Tornou-se o Esporte de gente de bom gosto. Ficou acessivel a todos.
 Só depende de voce.
Venha aprender com a gente.




Seja feliz jogando Tennis. Sua Saúde agradece.
Valeu!

20/08/2011 -
www.garopababrasil.com 

http://facebook.com/garopababrasil

































 

Site Map