Boas Vindas Emergência Academias Afiliados Arte e Cultura
Boas Vindas
Emergência
Academias
Afiliados
Arte e Cultura
Cidade
Bichos
Educação
Empresa
Esportes
Eventos
Farmax
Lgbts
Mapa
Noticias
Pizzarias
Praia: Centro
Praia:Ferrugem
Praia do Rosa
Praia: Silveira
Praia: Siriú
Praia: Ouvidor
Praia: Vigia
Politica
PRO SAÚDE
Restaurantes
Romi
Tecnologia
Transportes
Tempo
Vilson Festas

pedro
 






pedropires@garopababrasil.com

pedro@brunorosports.com.br

 

Se a liberdade significa alguma coisa, será sobretudo o direito de dizer às outras pessoas o que elas não querem ouvir.

George Orwell

 

Fox confirma estreia e direitos exclusivos da Libertadores para TV por assinatura
Terra

A FOX International Channels (FIC) anunciou, nesta sexta-feira, que finalizou a compra da participação majoritária da Fox Pan American Sports, que pertencia a HM Capital Partners, e lançará o canal Fox Sports no Brasil, em fevereiro de 2012. O grande atrativo da nova emissora será a transmissão, com exclusividade entre os canais por assinatura, da Copa Libertadores e da Copa Sul-Americana.

As duas principais competições do continente serão alguns dos principais destaques da programação do canal a partir de fevereiro, com o início da Libertadores, que em 2012 terá um número recorde de seis equipes brasileiras - Santos, Vasco, Corinthians, Fluminense, Internacional e Flamengo. Além disso, dentro do conteúdo futebolístico, no segundo semestre, serão exibidos ao vivo pelo menos dois jogos exclusivos por semana do Campeonato Inglês.

"Nós mantivemos uma parceria de sucesso com a HM Capital por muitos anos", disse David Haslingden, presidente e COO da Fox Networks Group. "No entanto, devido à importância estratégica da América Latina e do Brasil, aliada à força da programação esportiva para o público de televisão no país, fazia muito sentido para nós a aquisição da totalidade de participação na empresa uma vez que surgiu esta oportunidade".

O Fox Sports será impulsionado ainda mais pela distribuição alcançada pelo canal SPEED Channel Brasil, que atualmente está disponível para quatro milhões de lares com presença de todas as principais operadoras de TV por assinatura do país.

"O Brasil é o maior mercado de TV por assinatura, com e mais rápido crescimento e maior demanda de canais esportivos no mundo", disse Hernan Lopez, Presidente e CEO de FOX International Channels (FIC). "Estamos muito entusiasmados em levar a marca e o conteúdo do Fox Sports para seus telespectadores".

O Fox Sports também contará com a programação automobilística do SPEED Channel, incluindo todas as propriedades da NASCAR, e novos programas de notícias e entrevistas.

 

 

Barça inaugura primeira escolinha no Brasil com metodologia do 'La Masia'

Responsável pelo projeto elogia futebol brasileiro e afirma que objetivo é revelar jogadores assim como fazem as categorias de base na Espanha

SporTV.com

O Barcelona inaugurou, em Salvador (Bahia), sua primeira escolinha voltada para a formação de jogadores de futebol no Brasil. Criado para funcionar como sede do 'La Masia' - nome dado às categorias de base do clube na Espanha - o projeto busca levar a outros países a metodologia do time catalão (assista ao vídeo).

De acordo com Xevi Mercé, diretor das Escolas Internacionais do Barcelona, o Brasil é um país considerado "cinco estrelas" no futebol. Isso explica, segundo ele, a opção do clube catalão em instalar suas categorias de base em Salvador.

- Acreditamos que o Brasil é a pátria do futebol. É um lugar que se vive o futebol com alegria, com paixão, e a gente queria estar aqui - explicou o dirigente ao "SporTV News".

A escolinha de Salvador ainda possui caráter temporário. Mercé afirma, no entanto, que o objetivo do Barcelona é torná-la definitiva e levar o projeto ao Rio de Janeiro e a São Paulo, em 2012. O projeto busca expandir o conjunto de escolinhas que já existem ao redor de quatro continentes. O clube possui sedes no Peru, Coreia do Sul, Japão, Emirados Árabes, Kuwait, Egito e Polônia.

Segundo Mercé, o objetivo principal é preservar, nas escolinhas internacionais, o estilo de jogar do Barcelona. Para isso, técnicos do clube dão aulas aos instrutores no Brasil.

- Os treinadores têm que aplicar o que nós queremos trabalhar. Não adiantaria ter uma escolinha do Barça que não passasse a metodologia do Barça. O que queremos é uma escolinha do Barça e que todos os meninos joguem da mesma forma - disse o dirigente.

Na Espanha, Messi, Xavi e Iniesta são exemplos de jogadores que se tornaram ícones do Barcelona após despontarem nas categorias de base do clube, a "La Masia". É o que pode acontecer, segundo Mercé, na escolinha no Brasil.

- Nosso objetivo é estar aqui, estar em convivência com vocês. Estamos tranquilos, queremos evoluir e aprender muitas coisas do futebol brasileiro. Isso porque vocês podem dividir muitas coisas que podemos levar conosco. Tudo com muita tranquilidade. Estamos trabalhando com crianças e o tempo dirá.

 

Financeira compra direitos autorais do novo estádio do Houston Dynamo

Futebol Marketing

 A instituição financeira americana, BBVA Compass, adquiriu os direitos de nome do novo estádio de futebol do Houston Dynamo, atualmente em construção no centro de Houston. O acordo, que será oficializado pela Major League Soccer (MLS) ou pela BBVA Compass, contará com a presença dos representantes do Dynamo, que  convocaram uma coletiva de imprensa na última quarta-feira, dia 14 de dezembro, para fazer o ¡°grande anúncio. O estádio tem capacidade para acomodar  22.000 pessoas.

 O acordo, que tem a validade de dez anos no valor de US$20 milhões, aproximadamente R$ 41 milhões, nomeará oficialmente o estádio como BBVA Compass Stadium. Planejado para ser entregue em Maio de 2012, seu principal inquilino será o Houston Dinamo o AEG-Operated Stadium, que também receberá os jogos de futebol americano do Texas Southern University.

 

Maracanã terá cobertura de R$ 16 milhões

Futebol Marketing

A Hightex, empresa especializada na engenharia de produção de tecidos elásticos, ganhou uma licitação  para construir a cobertura do estádio do Maracaña, no Rio de Janeiro, como parte das reformas em andamento para a realização da Copa do Mundo Fifa de 2014.

 A Hightex e sua parceira brasileira SEPA trabalharão no projeto, que possui um contrato no valor estimado de US$ 8,5Milhões, aproximadamente R$16 milhões. O prazo para a conclusão do projeto está previsto para a metade de 2013.

 Frank Molter, CEO do Grupo Hightex, destacou os projetos para o futuro relacionados ao Brasil ¡°Estamos contentes com a parceira com a SEPA neste projeto e, em 2012, esperamos fechar outros contratos no Brasil, mas também em outros países¡±, disse.

 A Hightex trabalhou nos estádios que receberam as finais das Copas do mundo de 2006 e 2010, em Berlim e Joanesburgo, respectivamente.

 

Os altos investimentos do Altético de Madrid

Futebol Marketing

O jornal espanhol AS, divulgou uma matéria muito interessante sobre o Atlético de Madrid. Um clube que em dez anos, gastou aproximadamente 485 milhões de euros em contratações de jogadores. Para se ter uma ideia, o seu arqui-rival que também é de Madrid, investiu mais de 1 bilhão de euros em novos craques, enquanto que o Barcelona gastou um pouco menos, cerca de 758 milhões de euros.

Foram mais de 100 jogadores contratados pelos clube durante esse período. O grande problema para os colchoneros é que mesmo com tanto investimento, o clube conseguiu conquistar apenas uma Europa League (2009/2010), isso sem contar o rebaixamento em 2000. Mesmo tendo no time craques como o espanhol Fernando Torres, Sergio Agüero, Diego Forlan, Juninho Paulista, Gamarra, Hasselbaink, Kezman, Maxi Rodriguez, Simão, o clube não conseguiu conquistar nada em seu país.

O Atlético de Madrid não conquista nenhum título na Espanha desde a temporada 1995/1996.

 

Botafogo segue inovando em suas ações de marketing

Futebol Marketing

O marketing do Botafogo segue inovando e criando ações diferenciadas utilizando seus jogadores, ídolos além de sua fanática e apaixonada torcida. Dessa vez, o alvinegro organizou um amigo oculto entre os craques do time atual, ídolos e artistas.

No vídeo abaixo, você confere o ex-atacante Túlio, o meia Renato, Jairzinho, Gérson, Carlos Alberto Torres, o humorista Hélio de La Peña, entre outras personalidades, trocando presentes. Além de diferente, o Botafogo consegue divulgar sua linha de produtos licenciados, vendidos através do site ou na loja oficial que o clube possui no Rio de Janeiro.

Com certeza podemos esperar grandes novidades do departamento de marketing do Botafogo para o próximo ano.

http://youtu.be/9H-i8M26uM4

 

 

Joint venture compra times esportivos no Canadá

Máquina do Esporte

Uma joint venture formada pela Roger Communications e pela BCE, maior empresa de telecomunicação do Canadá, vai assumir o controle de várias equipes esportivas no Canadá. O grupo comprou a Maple Leaf Sports, dona de Toronto Maple Leafs (hóquei), Toronto Raptors (NBA) e Toronto FC (MLS).

 

O negócio envolve 75% das ações da Maple Leaf Sports, que custarão US$ 1,3 bilhão. A joint venture será formada por fatias iguais de Roger Communications e BCE, que dividirão o comando dos três times.

 

Os outros 25% da Maple Leaf Sports ficarão nas mãos do empresário canadense Larry Tanenbaum, que detém 20% da empresa atualmente. A mudança na constituição social será oficializada apenas em 2012.

 

Tanenbaum seguirá como presidente da empresa, que também controla o Air Canada Centre e uma série de propriedades de mídia, como a NBA TV Canadá, a Leaf TV e a Gol TV.

 

 

Morumbi coberto receberá maior UFC da história

Máquina do Esporte

A cidade de São Paulo será palco da maior edição da história do circuito de lutas UFC. O evento acontecerá em maio de 2012, em um Morumbi provisoriamente coberto, e terá capacidade para 60 mil espectadores.

 

A principal luta da noite será uma revanche entre Anderson Silva, atual campeão do peso médio, e o norte-americano Chael Sonnen. Eles se enfrentaram no UFC 117, no ano passado, e o brasileiro conseguiu uma finalização no último round após ter sido dominado em todo o confronto.

 

O revés precedeu uma série de provocações de Sonnen, que chegou a dizer que ¡°invadiria a casa de Anderson Silva e daria um tapa na esposa dele¡±. Após muitas negativas, o brasileiro admitiu em novembro deste ano, em entrevista ao site norte-americano ¡°SB Nation¡±, que voltaria a enfrentar o desafeto.

 

A única condição imposta por Silva para viabilizar a revanche foi ter o Brasil como palco. Sonnen havia pedido que a luta fosse marcada para o UFC 143, nos Estados Unidos.

 

Além do confronto entre Silva e Sonnen, o card do UFC no Morumbi terá um duelo entre os brasileiros Wanderlei Silva e Vitor Belfort. A disputa fará parte da primeira edição da versão local do reality show ¡°The Ultimate Fighter¡±.

 

Membros da diretoria do UFC estiveram no Morumbi nesta semana para acertar os últimos detalhes do evento. O estádio receberá uma cobertura provisória para o UFC, e o anel inferior será coberto por arquibancadas móveis que irão até o campo.

 

Essas arquibancadas móveis serão um setor nobre, com acesso ao setor de camarotes corporativos do Morumbi. Também haverá cadeiras no nível do campo ¨C o octógono ficará no centro do gramado.

 

Até o momento, o recorde de público em uma edição do UFC foi registrado no evento 129, em abril de 2011. As lutas ocorreram no Canadá, tiveram como protagonista o ídolo local Georges Saint-Pierre e venderam cerca de 55 mil entradas.

 

São Paulo já recebeu uma edição do UFC em 1998. O evento 17,5 do circuito de MMA foi o primeiro realizado no Brasil, teve como sede o ginásio do Canindé e como principal luta um duelo de pesos médios entre Wanderlei Silva e Vitor Belfort, que venceu em 44 segundos.

 

 

LNB muda nome de torneio sub-21 e define sede

Máquina do Esporte

A Liga de Desenvolvimento Olímpico (LDO), como havia sido denominado o campeonato de basquete sub-21 organizado pela Liga Nacional de Basquete (LNB), tem novo nome. A competição passa a ser chamada de Liga de Desenvolvimento do Basquete. A sede do quadrangular final, por sua vez, também foi definida: Rio de Janeiro.

 

A alteração da nomenclatura aconteceu por uma série de razões. Por um lado, a liga pretende evitar atritos com o Comitê Olímpico Internacional (COI) por causa de um termo relacionado aos Jogos Olímpicos. Por outro, acredita que inserir o termo "basquete" no nome traduz melhor o intuito do torneio, de fortalecer a modalidade no país.

 

A sede das partidas finais, o ginásio do Tijuca Tênis Clube no Rio de Janeiro, foi escolhida para que os jogos sejam transmitidos em TV fechada pela Sportv. Também houve manifestações do BMG, principal parceiro da iniciativa, para que os últimos jogos fossem realizados na cidade carioca, por haver interesse comercial nessa região.

 

O poder de escolha do BMG, na verdade, já era previsto desde a concepção da competição sub-21, quando era chamada de LDO. Agora, o banco mineiro elencou as cidades que tinha como preferenciais, e a LNB, atrás de transmissão na televisão, presença de torcida e qualidade de ginásio, optou por levar a LDB para o Tijuca.

 

Outro evento que já tem sede confirmada é o Jogo das Estrelas, a ser realizado entre 9 e 10 de março de 2012. Franca irá receber a festividade mais uma vez, pois já foi anfitriã da terceira edição da iniciativa, feita no início de 2011. O contrato ainda não foi assinado pelas partes, mas já há acordo apalavrado entre LNB e prefeitura de Franca.

 

 

Com BMG, CSU espera conseguir novos clubes

Máquina do Esporte

Após garantir que o Santos seja o primeiro clube a experimentar o fans engagement, como vem chamando o programa de associação que engloba mapeamento de perfil de consumo de torcida e cessão de cartão de crédito, a CSU espera conseguir novos times em breve. O BMG, parceiro no negócio, é um dos trunfos para crescer no futebol.

 

Ao participar do projeto com a empresa, o banco mineiro assegura a entrada em um mercado até então não explorado, o de crédito direto para pessoa física. O foco, anteriormente, sempre esteve atrelado a crédito consignado. Como patrocina dez clubes que integram a primeira divisão nacional, a instituição financeira deverá abrir portas.

 

"Nós temos como objetivo continuar o projeto do Santos e implantar, paralelamente, o mesmo sistema em outros clubes", justifica Danilo Vasconcelos, diretor da CSU MarketSystem, uma das divisões da companhia. Há negociações em andamento, e segundo o executivo exista a chance de encerrar 2011 já com outra equipe entre os clientes.

 

A bandeira dos cartões de crédito, outro fator que estava pendente meses atrás, quando a empresa estava começando a divulgar quais eram os planos para o esporte, será MasterCard. Desse modo, no tripé formado por banco, operadora de cartões e times de futebol, apenas o último item segue em aberto em determinados casos.

 

O Santos, inclusive, é tido como fundamental para que sirva como benchmarking em negociações ainda pendentes. "Como é um projeto que tem alguns quês de inovação, diferente do que tem lá fora, ter algo para mostrar sempre ajuda", explica o diretor. "Mas estamos sentindo que relacionamento com torcedor está entre as prioridades".

 

 

Flamengo diz buscar patrocínio mesmo sem Traffic

Máquina do Esporte

O Flamengo chega ao fim da temporada com a mesma indefinição que enfrentou durante boa parte dela: quais serão os patrocinadores com espaço na camisa rubro-negra. Para o ano que vem, a situação é ainda menos animadora, em função do impasse com a Traffic. Mas o clube garante não depender da parceira para conseguir marcas.

 

Apesar de não haver nenhuma conclusão sobre o futuro do acordo entre as partes, o vice-presidente de marketing da equipe carioca, Henrique Brandão, afirma que a agência está no mercado à procura de negócios para 2012, bem como o próprio estafe flamenguista. "Não vamos ficar esperando patrocínio", garante o dirigente.

 

Como a empresa está ao lado do clube desde o início do ano, quando, em janeiro, viabilizou a contratação de Ronaldinho Gaúcho, o Flamengo admite dar preferência a ela caso surja algum negócio. "Se alguém aparecer e fizer uma proposta considerável, eles terão prioridade, mas não quer dizer que iremos desconsiderá-la", ilustra.

 

O principal impedimento para algum denominador comum, até o momento, é a preferência que a Traffic está demandando para assinar contrato. A empresa de J. Hawilla, responsável por arcar com a maior parte do salário de Ronaldinho, quer ter alguma garantia de retorno financeiro mesmo que terceiros levem propostas.

 

A preocupação da agência de marketing esportivo se justifica pela atuação da 9ine, empresa pertencente a Ronaldo, Marcus Buaiz e grupo WPP, responsável por conseguir o patrocínio de R$ 6,6 milhões da Procter & Gamble até o fim deste ano. "Mas o Flamengo também quer garantia, por isso a negociação está longe de fechar", conta Brandão.

 

Por parte do clube, segundo o vice-presidente de marketing, o principal receio é assinar um contrato que dê exclusividade ou preferência sobre os negócios à Traffic, e a parceira não conseguir acertar nenhum patrocínio, como aconteceu entre janeiro e agosto. Durante todos esses meses, a empresa fracassou ao captar aportes.

 

O contrato entre Flamengo e Traffic ainda compreende outros projetos, como a gestão do programa de sócios-torcedores. O clube ia revitalizar essa área quando, no fim de 2010, a agência manifestou disposição em administrá-la. Bem como em relação aos patrocínios, Brandão diz prosseguir trabalhando na questão mesmo sem solução.

 

 

Novos acordos de mídia dão US$ 3,1 bi anuais à NFL

Máquina do Esporte

A liga profissional de futebol americano (NFL) estendeu por nove anos os contratos de cessão de mídia com CBS, Fox e NBC. As emissoras detêm direitos da competição para os domingos, e as renovações acrescentarão US$ 3,1 bilhões anuais aos cofres do torneio.

 

O montante representa um incremento de 63% em comparação com o faturamento atual da NFL com os mesmos três acordos. A extensão de nove anos representa os mais longevos contratos de mídia da história da liga.

 

A Fox tem direito de exibir os jogos da conferência nacional (NFC), a CBS transmite partidas da conferência americana (AFC) e a NBC tem direito de fazer a primeira escolha nas noites de domingo. Atualmente, elas pagam, respectivamente, US$ 725 milhões, US$ 625 milhões e US$ 650 milhões por temporada.

 

Durante os nove anos dos novos contratos, cada uma das emissoras exibirá três edições do Super Bowl, jogo decisivo da NFL. Nas noites de segunda-feira, os direitos de mídia da liga são da ESPN.

 

¡°Os atletas merecem grande crédito por esse momento, que não seria possível se não tivéssemos um contrato de trabalho de dez anos. Temos paz e segurança, e isso permite que a NFL se desenvolva¡±, disse Roger Goodell, comissário da liga.

 

 

A Olimpíada pode salvar a infraestrutura esportiva no Rio

Negócios do Esporte

Erich Beting

O Flamengo assinou nesta quinta-feira um acordo para receber a delegação americana durante a realização dos Jogos Olímpicos de 2016. O acordo prevê o investimento de US$ 400 mil em melhorias de infraestrutura que tornem a Gávea apta a receber os atletas dos Estados Unidos em 2016 (leia os detalhes aqui).

O negócio representa um reflexo interessante que a presença dos Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro pode provocar para o esporte na cidade. São a partir de iniciativas como essa que o Rio pode vir a ganhar uma vantagem competitiva em relação aos demais municípios. A necessidade de melhoria de infraestrutura esportiva pode ser percebida na simples decisão de o Comitê Olímpico dos EUA encontrar um lugar para treinamento no período em que estiver na cidade.

Quando se fala em legado olímpico, geralmente pensamos exclusivamente no evento em si e o que ele vai deixar para o país. Mas a melhoria de infraestrutura no esporte é a primeira benfeitoria de fato tangível daquilo que pode representar a presença das Olimpíadas no país.

Assim como o Fla se beneficiou no negócio com os americanos, outros clubes em todo o país podem melhorar suas estruturas para abrigar outros atletas. E, sem dúvida, o Rio de Janeiro terá uma melhoria sensível na qualidade dos equipamentos esportivos. O duro é saber que a iniciativa parte sempre do outro lado. Claramente não há um plano estruturado por parte de confederações e clubes para que a infraestrutura seja melhorada. E esse é o maior problema se formos pensar além das Olimpíadas.

Planejar a estrutura que ficará depois de 2016 é o passo mais importante para que o evento não represente apenas uma festa bacana durante 20 dias.

 

 

Após título na Colômbia, Brasil será sede dos próximos Jogos Escolares Sul-Americanos    
Ascom ¨C Ministério do Esporte

O ministro do Esporte, Aldo Rebelo, anunciou nesta quinta-feira (15.12) que o Brasil foi escolhido para sediar os próximos Jogos Escolares Sul-Americanos, que acontecerão em dezembro de 2012. O anúncio foi feito durante recepção a cinco jovens atletas, de 12 a 14 anos, que representaram o país na última edição dos Jogos, realizadas entre os dias 2 e 7 de dezembro, em Bogotá, na Colômbia. Estavam presentes o presidente da Confederação Brasileira de Desporto Escolar, Sérgio Rufino, o secretário Nacional de Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social, Afonso Barbosa, e o presidente da delegação brasileira em Bogotá e chefe de gabinete da Secretaria Nacional de Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social, Fernando Máximo.

O Brasil foi escolhido por unanimidade como país-sede pelos dez países que compõem o Conselho Sul-Americano de Desportos (Consude). As cidades de Natal e Aracaju já se candidataram para receber o evento. Aldo Rebelo parabenizou os atletas pela participação nos Jogos e ressaltou a importância de investir no esporte de base e educacional. ¡°Estudei em escola estadual e os Jogos Escolares eram um momento muito importante e esperado. Nesta idade, o que a maioria dos jovens quer é participar das competições. Nem todos poderão tornar-se atletas olímpicos, mas participar todos podem¡±, disse o ministro.

A equipe nacional em Bogotá contou com 168 estudantes. Apesar de ser apenas a terceira delegação em número de atletas, o Brasil terminou a competição em primeiro lugar no quadro geral, com 95 medalhas ¨C 43 ouros, 26 pratas e 26 bronze. Mais de 1.300 estudantes de dez países disputaram a competição.

Para Tacio Henrique, de 14 anos, poder representar o país internacionalmente é muito gratificante. ¡°Treinei bastante para isso. Foi uma experiência muito importante, principalmente porque os atletas da minha categoria tinham um nível bastante alto¡±, conta o judoca, que voltou para casa com duas medalhas: ouro no individual e prata na disputa por equipes.  ¡°Quero ser atleta profissional. Vou continuar treinando bastante para conseguir representar o Brasil em 2016.¡±

Para Fernando Máximo, a oportunidade de participar de uma competição de nível internacional, além de uma importante experiência esportiva, também tem valor cultural muito grande para os jovens atletas. ¡°Para a maioria deles, esta foi a primeira experiência internacional. Conseguimos um resultado tanto quantitativo como qualitativo, sobretudo na natação, no judô e no atletismo. Esta também foi  a primeira vez que o Brasil participou com uma delegação de paratletismo¡±, disse. ¡°O Brasil deu um show de alegria, disposição, torcida e resultados¡±, completou o chefe da delegação.

Megaeventos
Esta não será a primeira vez que o Brasil receberá o evento estudantil. Em 2001, atletas de toda a América do Sul se reuniram na cidade de Maringá, no Paraná, para disputar a 7ª edição dos Jogos Escolares Sul-Americanos.  

Com a escolha do Brasil, os Jogos Escolares passam a integrar o calendário de preparações do país para os grandes eventos esportivos dos quais será sede nos próximos anos ¨C Copa das Confederações, em 2013, Copa do Mundo da FIFA 2014, Copa América 2015 e os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016. A decisão da cidade que receberá os Jogos será feita em fevereiro de 2012, em reunião dos representantes do Consude em Cartagena, na Colômbia.

 

Os principais agentes de jogadores do mundo e do Brasil

Olhar Cronico Esportivo

Emerson Gonçalves

Essa é a 11ª e última parte do Painel Pluri Futebol 2011. Durante o próximo período de férias do futebol voltaremos a alguns de seus levantamentos, como, por exemplo, o que lista os 100 clubes mais valiosos do mundo, de forma mais completa.

Esse post é sobre os novos personagens do mundo da bola: os agentes, empresários, procuradores, enfim, os profissionais ¨C e os picaretas de praxe que sempre existem em todos os setores ¨C da intermediação de negócios e gerenciamento de carreiras, que chegaram para ficar. Podemos encontrar alguns pontos de semelhança em outra parte do mundo dos espetáculos e do entretenimento de massa: o cinema e Hollywood em particular. Nesse mundo, empresários e agentes são figuras obrigatórias, fazem parte do cenário e como tal são aceitos.

No mundo do futebol, o crescimento desse segmento ocorreu logo depois da extinção do passe. Ao mesmo tempo, a globalização ¨C da economia, a princípio, mas de tudo como consequência ¨C explodiu, simplesmente, e o mercado da bola cresceu, virou global, tomou um vulto desconhecido, para o qual os dirigentes dos clubes não estavam preparados, tanto cá como além-mar. Rapidamente, os dirigentes de lá se adaptaram à nova realidade do mercado. Por aqui, resistiu-se¡­ Nada a estranhar, basta lembrarmos a grande mancha de nossa história como o último país das Américas a abolir a escravatura. Ainda hoje, por sinal, o passe é lembrado com saudosismo doentio por muita gente.

Quando não gostamos de algo, quando alguma coisa afeta nossa zona de conforto, o mais fácil e imediato como primeira reação ¨C e longe de ser a mais inteligente ¨C é depreciarmos os autores de tamanho crime. No Brasil, a imagem desses profissionais é péssima. Além da falta de hábito em ter profissionais defendendo outros profissionais, contribui para isso, e muito, o baixo nível ou até nenhum profissionalismo de muitos desses agentes, combinando muito bem, em todos os sentidos, com muitos cartolas que ainda dão as cartas em muitos clubes. Subornos, caixinhas, comissões, o famoso QI ¨C Quem Indica ¨C e, ora vejam, o apadrinhamento de filhos, sobrinhos e outros agregados de dirigentes como agentes, ganhando dinheiro fácil por conta de quem indicou, outro traço típico dessa nossa cultura lusotupiniquim, fazem parte desse mundo. Na hora do torcedor criticar é inevitável que esses detalhes prevaleçam e passem a valer para o todo. Errado, mas humano. Errado, mas fácil de entender nessa Terra Brasilis.

Dirão muitos que estou defendendo os empresários. Não, não estou, trata-se apenas de reconhecer a realidade como ela é e tentar entendê-la.

Os agentes dão visibilidade e dinâmica ao mercado. São necessários aos atletas e aos clubes. Eles têm por principal função defender os interesses de seus clientes, buscar o que seja melhor para eles. Eles não têm porquê defender os clubes e aí os torcedores irritam-se, pois não conseguem colocar-se no lugar dos jogadores e, assim, reconhecer que o clube amado às vezes está errado.

Vamos, então, à primeira lista:

 

 

Vejamos, agora, a lista dos quinze maiores agentes que operam no Brasil. Embora somente dois estejam presentes entre os vinte maiores do mundo, reparem que os valores de mercado dos atletas de vários desses agentes é bastante razoável e, muito provavelmente, não fariam feio numa lista ampliada dos maiores do mundo:

 

 

Complementando a lista, segue abaixo a relação das empresas com seus responsáveis, alguns deles bem conhecidos (de nome) dos torcedores brasileiros:

 

 

Fred Couto promete criar marketing no Atlético-MG

"Nosso presidente acha que é despesa. Nós, investimento", diz candidato

Universidade do Futebol

A estrutura do Atlético-MG pode mudar drasticamente caso Fred Couto, candidato à presidência do clube mineiro, vença o pleito marcado para esta quinta-feira (15). Alexandre Kalil, atual mandatário, decidiu exterminar o departamento de marketing existente logo que entrou no cargo, e agora o opositor pretende seguir o caminho oposto.

"Hoje, não temos marketing porque nosso atual presidente acha que marketing é despesa. Nós temos a visão de que é investimento. Pensamos diferente. Temos que trabalhar para ampliar nosso faturamento, para competir com outros clubes que arrecadam quase o dobro que nós atualmente", explica Couto à Máquina do Esporte.

Torcedor do Atlético-MG, o candidato é engenheiro civil e fundou, em 1988, a Direção BH, atualmente com 450 colaboradores. Na área esportiva, possui MBA em Marketing Esportivo pelo Instituto Wanderlei Luxemburgo (IWL). Agora, encabeça a chapa "Galo, uma nova ordem", que tem Carlos Alberto Barbosa como virtual vice-presidente.

O departamento de marketing a ser constituído caso vença nas eleições desta quinta ainda não está totalmente desenhado. Couto não definiu, por exemplo, quem seriam os profissionais envolvidos. Mas diz conhecer muita gente ligada à área, sobretudo por ter se formado no IWL, e promete implantar a ideia com urgência.

Uma diretoria dessa natureza também serviria para, diante da realização dos Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro em 2016, encontrar maneiras para que o Atlético-MG marque presença. "Estamos à beira de uma Olimpíada e não podemos deixar de forma nenhuma a marca do clube fora dela", avalia. Hoje, o time só possui futebol.

A respeito do foco de atuação da potencial pasta, Couto prevê empenho concentrado no Estado de Minas Gerais a princípio, mas já definiu que Espírito Santo, Distrito Federal e Goiás são regiões que deverão ser exploradas a seguir, no intuito de trabalhar a base de torcedores que a equipe já tem nessas áreas e expandir horizontes.

Procurados pela reportagem para detalhar quais serão as atitudes tomadas em caso de vitória nesta quinta, Irmar Ferreira não pôde atender às ligações até o fechamento deste texto, e Alexandre Kalil atendeu na tarde da última quarta, mas disse estar em reunião e desligou antes que um horário adequado pudesse ser agendado.

 

 

Fundo de investimento em jogador de futebol e a credibilidade dos jogos

Ser e parecer honesto: uma medida indispensável para a evolução do desporto de forma técnica e administrativa

Universidade do Futebol

Gustavo Lopes

Há cerca de quinze dias ocorreu a última rodada do Campeonato Brasileiro de futebol. Foi um domingo memorável com dez grandes jogos.

Uma dessas partidas, disputada entre Atlético e Cruzeiro, um dos maiores clássicos do país, poderia significar o rebaixamento do clube celeste.

A semana que antecedeu o duelo foi recheada de piadas, provocações e rumores de uma possível barbada em razão da estreita relação entre o Banco BMG e ambos os clubes de Minas Gerais.

Durante a partida, assistiu-se a um Atlético apático e a um passeio do arquirrival que venceu o adversário por sonoros 6 a 1 (a maior goleada do Cruzeiro e a segunda maior da história dos confrontos).

Mal o jogo terminou e as redes sociais já traziam intensas e exacerbadas discussões acerca de uma suposta manipulação de resultado.

O fato é que o BMG (Banco Minas Gerais), além de ser o acionista único de um fundo de investimentos (Soccer BR1) que tem jogadores em diversas equipes, patrocina não apenas o Galo, presidido por Guimarães entre 2001 e 2006, mas o rival Cruzeiro ¨C e também América-MG, Flamengo, Vasco, São Paulo, Palmeiras, Santos e Coritiba, todos da divisão de elite do futebol brasileiro. Na série B, Sport Recife, Grêmio Prudente (SP), Icasa (CE) e Boa (MG), além de ASA (AL) e Duque de Caxias. Na série C, patrocina Ipatinga e mais três. Na D, nacional, um Plácido de Castro Futebol Clube (AC) e mais quatro.

Descendo a ladeira, o banco ainda ajuda a resgatar dos pequenos clubes mineiros como Fluminense de Araguari, Araxá e Uberaba, o América do Rio e outros 11 fora de séries.

Portanto, o BMG possui investimento em atletas no Atlético e no Cruzeiro e, eventual, queda de uma equipe para a Série B poderia resultar em desvalorização de jogadores, o que, somado ao fato de o clube celeste ter feito em um tempo o que não fizera em todo o campeonato, constitui razão da desconfiança.

Destarte, como, já destacado em outra oportunidade, em se tratando de esporte, não basta ser honesto, tem que parecer honesto. É justamente por isso que o art.27-A da Lei Pelé proíbe que duas ou mais entidades de prática desportiva disputem a mesma competição profissional das primeiras séries ou divisões das diversas modalidades desportivas quando uma mesma pessoa física ou jurídica, direta ou indiretamente, através de relação contratual, explore, controle ou administre direitos que integrem seus patrimônios.

A vedação acima, nos termos do §2º do mesmo artigo, aplica-se às sociedades controladoras, controladas e coligadas das mencionadas pessoas jurídicas, bem como a fundo de investimento, condomínio de investidores ou outra forma assemelhada que resulte na participação concomitante vedada neste artigo.

No caso em tela, trata-se de um investidor, Banco BMG, que controla, explora e administra direitos econômicos de atletas de Cruzeiro, Atlético e outros clubes, o que atrai a aplicabilidade da regra supramencionada atentando contra expressa disposição da Lei Pelé.

O poderio do BMG junto aos clubes de futebol brasileiros é tamanho que foi objeto de reportagem de capa da ¡°Época Negócios¡± de novembro de 2011, cujo a manchete estampava a foto do presidente do Banco (Ricardo Guimarães) sob o título ¡°O Dono do Futebol¡±.

Segundo a reportagem:


¡°Com os jogadores em que tem participações, o BMG poderia montar uma seleção brasileira . Segundo Guimarães, o fundo tem ¡°60% de atletas reconhecíveis por alguém que entende um pouco de futebol e 40% de jovens apostas¡±. Até agora, o banco já negociou 13 jogadores, com retorno médio 60% superior ao valor pago na compra. Do Cruzeiro, o BMG vendeu Gil e Henrique. Do Corinthians, Dentinho e Elias. ¡°É mais ou menos como ação em bolsa de valores¡±, diz Guimarães. ¡°Se um jogador aumenta o valor e você não realiza, pode perder a oportunidade.¡± O bom desempenho do fundo até aqui credencia o BMG a administrar o dinheiro de novos acionistas. ¡°Estamos sendo estimulados pelo gestor a captar recursos. Isso significa abrir o fundo à participação de investidores qualificados, o que devemos fazer no próximo ano.¡±¡±

Assim, como já salientado, para o desporto, não basta ser honesto, tem que parecer honesto, tal como está inserido na essência do art. 27-A da Lei Pelé. Tal medida é indispensável para a evolução do desporto de forma técnica e também de sua credibilidade como negócio.

Por fim, urge acrescer que se excluem da vedação de que trata a Lei Pelé os contratos de administração e investimentos em estádios, ginásios e praças desportivas, de patrocínio, de licenciamento de uso de marcas e símbolos, de publicidade e de propaganda, desde que não importem na administração direta ou na co-gestão das atividades desportivas profissionais das entidades de prática desportiva, assim como os contratos individuais ou coletivos que sejam celebrados entre as detentoras de concessão, permissão ou autorização para exploração de serviços de radiodifusão sonora e de sons e imagens, bem como de televisão por assinatura, e entidades de prática desportiva para fins de transmissão de eventos desportivos.

 

Internacionalização

Clubes precisam pensar em ações que transcendam um só torneio, fortalecendo as marcas de modo duradouro

Universidade do Futebol

Geraldo Campestrini

A internacionalização dos clubes brasileiros é um tema recorrente nas conversas sobre marcas esportivas, palestras e congressos sobre marketing esportivo no Brasil. E a constatação é quase que uníssona: os times pouco sabem explorar seu potencial de marca além do território tupiniquim.

Exportamos jogadores e estes são conhecidos. Exportamos técnicos para mercados de pequeno e médio porte, sendo referência em alguns países. Mas os clubes ainda são pouco conhecidos lá fora.

Tudo bem que o mercado local tem ainda um elevadíssimo potencial de crescimento, onde ainda não se fatura tudo aquilo que pode, mas é fato e notório que os clubes têm muita dificuldade em jogar ¡°fora de casa¡±.

Geralmente estas ações ficam restritas a participação de clubes brasileiros no Mundial de Clubes. É o caso agora do Santos, que tem feito isto muito bem, contemplando iniciativas como um site em língua japonesa, os jogadores a falar japonês em alguns vídeos postados no Youtube e até um bandeirão da equipe exposto no estádio de jogo do clube. Para ilustrar, a reportagem do Sportv apresenta bem esta relação:


.
http://youtu.be/1ePbbXqKQGU
 

As ideias são boas, causam impacto significativo e pontual. Agora, os clubes precisam pensar em ações que transcendam um único torneio, procurando fortalecer suas marcas de maneira duradoura. Uma das estratégias pode passar pela distribuição ampla de material esportivo oficial do clube.

Outra é a participação mais ativa em torneios internacionais, fato que deve ocorrer a partir de 2013, quando se prevê a abertura de uma janela de um mês no calendário nacional para que as equipes possam excursionar.

Enfim, oportunidades não faltam para que as marcas dos clubes brasileiros passem a ser mais bem reconhecidas mundo afora, podendo estes pegar carona na ¡°marca Brasil¡±, que conquistou respeito nos últimos anos...

 

Netshoes lança miniaturas de lutadores do UFC

Bonecos representam atletas brasileiros que se destacam no MMA, como Anderson Silva, Minotauro e Vitor Belfort. Novidades são vendidas com preço entre R$ 99,90 e R$ 139,90

Mundo do Marketing

A Netshoes lança as miniaturas dos lutadores de Ultimate Fighting Championship (UFC). Os consumidores podem adquirir na loja virtual os bonecos de Anderson Silva, Minotauro Maurício Shogun, Royce Gracie, Vitor Belfort e Wanderlei Silva. Também está disponível a miniatura do presidente do UFC, Dana White. Os bonecos contam com detalhes para torná-los mais realistas, como a reprodução da tatuagem ¡°Vitória¡±, que o lutador Vitor Belfort fez para homenagear a filha. Os produtos são voltados para fãs de MMA e vendidos com preço entre R$ 99,90 e R$ 139,90.

 

Camisa gigante do Santos embarca para o Japão

Promoview

A Brunoro Sport Business (BSB), empresa focada na área de gestão de negócios do esporte, com apoio institucional do Banco BMG, irá vestir parte do estádio de Yokohama no Japão com as cores do Santos Futebol Clube.

A ação promocional, continuidade da campanha de ativação de patrocínio Mar Branco, criada pela BSB em 2011, dedicada aos torcedores santistas, levará ao Mundial de Clubes da Fifa, um bandeirão em formato de camisa do clube com cerca de 300 metros quadrados.

O acessório tem as assinaturas de torcedores, que foram coletadas na última quarta-feira (14/12), no Bar do Seu Domingos, na Vila Madalena, em São Paulo, durante a transmissão do Jogo entre Santos e Kashiwa Reysol. O local é um importante ponto de encontro de torcedores santistas.

O restante das assinaturas serão coletadas no estádio Yokohama, na disputa final, contra o Barcelona, que acontece domingo (18/12), às 08h30 (horário de Brasília). Além das assinaturas, a camisa também estampará os patrocinadores do clube santista: BMG, Netshoes e CSU.

Esta não é a primeira campanha de ativação que a BSB realiza em conjunto com o Banco BMG. Em junho deste ano a empresa criou a campanha Mar Branco. Na ação, o presidente do clube Luis Alvaro de Oliveira, jogadores e personalidades santistas participaram de vídeos convocando torcedores santistas a se vestirem de branco e destacarem as cores do clube em suas residências e carros, na final da Copa Libertadores da América.

 

 

São Paulo ganha espaço público para prática de ciclismo

Promoview

A cidade de São Paulo ganha na próxima segunda-feira (19/12), mais um espaço público para a prática de ciclismo, o ¡°Clube da Comunidade Arena Radical¡±, Bike Parque Cancioneiro, na Vila Olímpia.

A Shimano, do mercado de componentes para ciclismo, é a principal parceira do Projeto Shimano BMX Futuro idealizado pela Associação Sócio Esportiva SP X, que irá manter e promover o local.

 

O espaço, que antigamente era um depósito de entulho, agora conta com novas instalações e pistas para praticar as modalidades BMX, Mountain Bike, Dirt Jump e Bike Trial. Além disso, o parque também tem salas para treinamento, enfermaria, vestiários, lanchonete, estacionamento e depósito.

A partir de janeiro, o local realizará aulas de BMX para crianças e jovens. As aulas serão gratuitas para os alunos da rede pública e terá uma pequena taxa para as crianças que estudam em escolas particulares.

A escolha pela modalidade BMX partiu do princípio de ser o esporte base do ciclismo, além de ser praticado em local fechado e por crianças a partir de quatro anos de idade. Também é uma modalidade que possibilita seis medalhas olímpicas.

Para incentivar ainda mais a criançada, o local irá sediar em 2012 a Copa Shimano BMX Futuro. Serão seis etapas de competição para crianças e jovens de quatro a 17 anos de idade, com premiação em produtos e medalhas.

¡°Além de promover o esporte, o Bike Parque Cancioneiro, tem o objetivo de formar futuros atletas, permitir que a criança experimente novas atividades e também a inclusão social¡±, conta João Magalhães, gerente de marketing da Shimano Latin América.

Atividades paralelas também serão realizadas ao longo do ano para promover o ciclismo e o espaço contará com bicicletas para aluguel. A Shimano irá a cada dois meses fazer gratuitamente a manutenção delas.

 

Na segunda-feira (19/12) o presidente da Shimano Latin América, Fabio Takayanagi; o secretário municipal de Esportes, Lazer e Recreação, Bebetto Haddad; e o presidente do Clube da Comunidade Arena Radical, Max Meirelles, assinam o termo de parceria do Bike Parque Cancioneiro em cerimônia de solenidade às 9h30.

 

 

Puma leva ônibus laboratório a São Paulo e Rio de Janeiro

Promoview

A Puma, marca de sportlifestyle, promove ação promocional para apresentar a coleção ¡°Puma Faas¡±. Os modelos da linha, composta pelos tênis Faas 500, Faas 300 e Faas 250 possuem tecnologia BioRide e foram concebidos para proporcionar um ritmo de corrida mais natural. Com uma passada biomecanicamente perfeita, mas com um toque de estilo inspirado por silhuetas icônicas do modelo clássico Easy Rider Puma.

No interior de um ônibus batizado de Puma Lab Bus, ¡°ônibus laboratório¡±, que percorrerá pelos principais parques de São Paulo e Rio de Janeiro, é contada a história da linha Puma Faas, que é inspirada na Jamaica, país que concentra os maiores velocistas do mundo.

A Puma realizou uma série de pesquisas para entender quais as caraterísticas os tênis de corrida deveriam ter para proporcionar melhor performance aos corredores. Diante dos resultados dos estudos, surgiu a linha Puma Faas, que tem como embaixador Usain Bolt, atleta jamaicano e recordista mundial, patrocinado pela marca, que ajudou diretamente no desenvolvimento da coleção.

O Puma Lab Bus exibe de maneira dinâmica e divertida os produtos da coleção Puma Faas ¨C tênis e linha de vestuários. Treinadoras físicas especializadas abordam o público nos principais pontos de corridas de São Paulo. Os corredores poderão testar, no próprio ônibus, os modelos em uma esteira, além de participar de uma pesquisa sobre os hábitos de exercícios físicos.

¡°A proposta do Faas Lab Bus é deixar os consumidores e corredores ainda mais próximos do novo conceito da Puma e que considerem o Puma Faas quando fizerem sua próxima compra de tênis para correr. A Puma tem em seu DNA velocidade, estilo e um perfil ¡°Joy¡±, todas características desta nova coleção¡±, acrescenta Marcelo Nicolau, gerente de Marketing da Puma Brasil.

O ônibus circulará em São Paulo até janeiro e, na sequência percorrerá os principais pontos do Rio de Janeiro. No site da marca estará disponível o itinerário do Lab Bus.

 

Diário Oficial publica regras para concessão de três aeroportos

Leilão será no dia 6 de fevereiro de 2012, na Bolsa de Valores de São Paulo

Portal 2014

O Diário Oficial da União publicou ontem (15) à noite, em edição extra, o edital com as regras para a concessão dos aeroportos de Cumbica, em Guarulhos; Viracopos, em Campinas; e Juscelino Kubitschek, em Brasília.

Também foi publicada resolução do Conselho Nacional de Desestatização que aprova a concessão para a exploração dos aeroportos. O leilão será no dia 6 de fevereiro de 2012, na Bolsa de Valores de São Paulo, de forma simultânea, em que as empresas poderão concorrer pelos três aeroportos, mas só poderão ganhar o direito de exploração de um deles.

De acordo com a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), o modelo foi escolhido para estimular a concorrência entre os participantes. Os prazos das concessões foram diferenciados por aeroporto: 30 anos para Campinas, 25 anos para Brasília e 20 anos para Guarulhos.

Os três aeroportos foram incluídos no Plano Nacional de Desestatização em 21 de julho de 2011, por meio de decreto. Os estudos de viabilidade técnica, econômica e ambiental foram encaminhados ao Tribunal Contas da União (TCU), para avaliação, em outubro, e na semana passada os estudos foram aprovados, com recomendações. O edital e o contrato de concessão deverão ser encaminhados para apreciação do TCU até cinco dias úteis após a publicação dos documentos pela Anac.

O edital exige, ainda, que a licitante ou um dos integrantes do grupo licitante tenha experiência de cinco anos na administração de aeroportos. Para habilitação técnica, o operador aeroportuário deverá ter experiência na administração de aeroportos com processamento de pelo menos 5 milhões de passageiros ao ano. Poderão participar do leilão empresas brasileiras ou estrangeiras, consorciadas ou isoladamente.

Os valores de contribuição ofertados pelas vencedoras do leilão serão recolhidos anualmente. O montante será destinado, por meio do Fundo Nacional de Aviação Civil, a projetos de desenvolvimento e fomento da aviação civil e das infraestruturas aeroportuária e aeronáutica civil. Dessa forma, o governo federal busca garantir que os demais aeroportos do sistema aeroportuário nacional também se beneficiem dos recursos advindos da iniciativa privada, especialmente, o sistema de aviação regional.

 

"Rivais", Romário e Teixeira se reúnem no COL

Crítico do presidente da CBF, deputado quer reunião para garantir benefícios a deficientes físicos

Portal 2014

Romário é uma das vozes mais críticas à administração de Ricardo Teixeira a frente da CBF e do Comitê Organizador Local (COL) da Copa de 2014. Mas nesta sexta-feira (16) o ex-craque e deputado federal deve se encontrar com o presidente do COL na sede da entidade, no Rio de Janeiro. 

Em novembro último, Romário havia sabatinado Teixeira em audiência que também contou com o secretário-geral da Fifa, Jerome Valcke, na Câmara dos Deputados, em Brasília. O ex-jogador chegou a pedir a renúncia do presidente da CBF. 

Desta vez, no entanto, o deputado vai ao COL para apenas reivindicar benefícios aos deficientes físicos na compra de ingressos para o Mundial. Outros aspectos da Lei Geral da Copa, que tanto tem causado conflito entre governo brasileiro e a Fifa, não devem ser debatidos no encontro.

Membro do Conselho de Administração do COL, Ronaldo também participa da reunião.

 

Dilma veta uso de recursos do FGTS para obras da Copa

Proposta de deputados e senadores da própria base aliada previa R$ 5 bi para Copa e Olimpíada

Portal 2014

A presidente Dilma Rousseff vetou ontem (14) o uso de recursos do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) para financiar as obras de infraestrutura relativas à Copa de 2014 e à Olimpíada de 2016.

A proposta original, de deputados e senadores da própria base aliada, era incluir o benefício em uma medida provisória (MP) que previa desoneração da folha de pagamento para financiar setores da economia, entre eles o setor de transporte coletivo urbano e o aeroportuário.

De acordo com o texto original da MP, o Fundo de Investimento do FGTS poderia fornecer até R$ 5 bilhões para projetos relacionados à Copa e Olimpíada, como financiamento de obras em mobilidade, aeroportos, metrô e hotéis. O FI-FGTS só não estaria autorizado a financiar a construção de estádios de futebol.

As obras de transporte da Copa já contam com recursos do FGTS. São R$ 6,47 bilhões que serão investidos em 49 projetos do chamado PAC da Mobilidade Urbana. As obras incluem desde a revitalização de avenidas até a construção de corredores expressos de ônibus, Veículos Leves sobre Trilhos (VLTs) e monotrilhos nas 12 cidades-sede.

O dinheiro é liberado por meio da Caixa Econômica Federal (CEF). Até o momento, apenas dez projetos saíram do papel (saiba mais).

 

Os negócios suspeitos do futebol e o apoio oficial 

Blog do José Cruz

Notícia extra-oficial: depois de uma reunião com o ministro do Esporte, Aldo Rabelo, o secretário nacional de Futebol, Alcino Reis Rocha, teria apresentado o pedido de demissão ¡°irrevogável¡±, me contaram.

            Alcino era um dos remanescentes da turma do ex-ministro Orlando Silva. Foi ele que assinou o contrato com a Federação Paulista de Futebol, no polêmico episódio para cadastrar torcedores.

            Pelo serviço, que não foi realizado, o Ministério do Esporte desembolsou R$ 6,5 milhões. Logo que assumiu, há 50 dias, o ministro Aldo Rebelo determinou a devolução da grana. Não sei se o dinheiro já retornou às origens.

Negócio privado

            Independentemente da confirmação da saída de Alcino Reis, a questão principal é: qual o motivo para o Ministério do Esporte, um órgão do Poder Executivo Federal, se envolver com um negócio privado como o futebol? Um negócio suspeito de falcatruas milionárias? Um negócio que, explorando as emoções que oferece ao torcedor, aproveita-se para promover a lavagem de dinheiro, como foi mostrado em investigações da Polícia Federal?

            O ministro Aldo Rebelo sabe muito bem o que é o bastidor dessa instituição bilionária. Ele presidiu a histórica CPI da CBF Nike , em 2001, e escreveu um livro contando sobre as trapaças que encontrou. À época, suas entrevistas eram indignadas, quando se referia às dezenas de irregularidades encontradas com as quebras de sigilo bancário e fiscal da CBF e de vários clubes.

            Pois é essa instituição, suspeita de encobrir crimes financeiros, como relataram autoridades fiscais, recentemente, em Brasília, que o governo dá cobertura financeira. Primeiro, criando uma loteria ¨C a Timemania ¨C para que os clubes paguem o calote ao Imposto de Renda, INSS e Fundo de Garantia. A dívida supera os R$ 2 bilhões. Porém, entre 2008, quando começou a funcionar, e 2010, a Timemania repassou miseráveis R$ 68,4 milhões aos cofres públicos. A cartolagem ri à vontade.

            Além disso, o Ministério do Esporte privilegia a instituição ¡°futebol¡± com recursos públicos da Lei de Incentivo ao Esporte. Só em 2010 foram destinados R$ 29,7 milhões. Boa parte do dinheiro para os tais negócios suspeitos denunciados pelos fiscais do governo. Outro tanto vai para a formação de jogadores que, depois, são negociados no exterior, enriquecendo o bolso dos agentes internacionais. Em resumo, é o Estado financiando um negócio rentável e  altamente suspeito em sua legalidade.

            O Brasil sagrou-se pentacampeão mundial sem que o Estado ou os governos se envolvessem com a gestão do futebol. Quando muito recepcionava os campeões no Palácio do Planalto. Agora, apóia um negócio que deveria ser fiscalizado por ele, Estado. Mas não é. Ao contrário, tornaram-se parceiros íntimos.

 

Heroínas olímpicas brasileiras

Blog do José Cruz       

Sugiro a leitura do artigo da professora Katia Rubia, psicóloga e escritora sobre assuntos olímpicos. Ela participou da audiência púlbica de ontem, na Comissão de Turismo e Esporte, na Câmara dos Deputados.

            Seu artigo começa assim:

            ¡°Que a história das mulheres no esporte é uma grande aventura que mescla drama e emoção acima da média, ninguém duvida. Desde sempre essa situação envolveu luta por direitos, condições mínimas de igualdade e a superação do preconceito seja ele racial, econômico ou de gênero.¡±

            ...

            E termina assim?

            ¡°Entendo que vivemos novos tempos para a mulher na sociedade e no esporte. Tempos esses que ainda não expressam de fato a importância que as mulheres passaram a ter para o esporte brasileiro, e para isso basta ver a curva ascendente de participação nas últimas edições dos Jogos Olímpicos e os resultados obtidos pelas atletas brasileiras na última edição olímpica em Pequim. Mas acredito que essa é uma condição irrefutável. E espero que dirigentes, técnicos e patrocinadores tenham a sabedoria de enxergar esse cenário para não retardar ainda mais esse processo que tem rendido bons frutos. A ignorância pode ser perdoada. A má intenção não.¡±

            O artigo completo está aqui

 

 

Meia Maratona e Maratona de São Paulo 2012 têm inscrições abertas 

Provas são tradicionais no calendário de corridas de rua do Brasil 

Maxpress

As inscrições para duas das principais corridas de longa distância do País estão abertas. A sexta edição da Meia Maratona Internacional de São Paulo está marcada para 4 de março com largada e chegada na Praça Charles Miller (Estádio do Pacaembu). Já a 18ª Maratona Internacional de São Paulo percorre as ruas e avenidas da capital paulista no dia 17 de junho. Os corredores partem da Avenida

 

O procedimento pode ser feito pelos sites: www.meiamaratonadesaopaulo.com.br e www.maratonadesaopaulo.com.br. Todas as provas terão versões mais curtas para os interessados.

 

Os valores de inscrição também já estão definidos para as duas corridas. Para correr a Meia Maratona Internacional de São Paulo, o atleta terá de desembolsar R$ 55,00 até o dia 5 de fevereiro. Após esta data o valor sobe para R$ 65,00.

 

Já o valor de participação para a Maratona Internacional de São Paulo é de R$ 70,00 até 2 de abril. A partir do dia seguinte, o valor aumenta para R$ 80,00. A prova terá ainda corridas de 25, 10 e uma caminhada de três quilômetros para os iniciantes e os acompanhantes dos maratonistas. Para os trechos ¡®menores¡¯ o valor da inscrição é de R$ 50,00 (até dia 3/4), passando para R$ 60,00 na data seguinte.

 

Será concedido desconto de 50% aos atletas acima de 60 anos, em ambas as competições, de acordo com o Estatuto do Idoso.

 

A elite feminina largará às 7h45 e a masculina junto com os demais competidores saem 15 minutos depois na Meia Maratona. Na Maratona de São Paulo, as meninas saem 7h50 e os homens 8h25.

 

Meia Maratona em 2011 - A edição 2011 da prova teve como principal destaque a quebra de recorde de 11.500 participantes e de tempo, com Marílson dos Santos. O brasiliense não deu chance aos adversários e marcou 1h03min12s, 50 segundos a menos do que a melhor marca da prova, que pertencia ao queniano Kipromo Mutai, obtida em 2008. Entre as mulheres, Adriana Aparecida ficou na segunda posição, atrás de Agnes Jepkosgei, do Quênia.

 

Resultados

Masculino

1- Marílson Gomes dos Santos (BM&FBOVESPA) - 1h03min12s (recorde da

prova)

2- Paulo Roberto Almeida Paula (Grancursos) - 1h04min58s

3- Damião Ancelmo de Souza (Pé de Vento) - 1h05min27s

4- Valdir Sérgio de Oliveira (Cruzeiro) - 1h05min37s

5- João Ferreira de Lima, o "João da Bota" (Cruzeiro) - 1h05min42s

 

Feminino

1- Agnes Jepkosgei Cheserek (Quênia/Fila) - 1h16min21s

2- Adriana Aparecida da Silva (Pinheiros) - 1h16min30s

3- Zerfe Worku Boku (Etiópia/Fila) - 1h17min15s

4- Jackline Juma Sakilu (Tanzânia/Luasa) - 1h17min50s

5- Marily dos Santos (Mizuno) - 1h18min16s

 

Maratona de São Paulo em 2011 - A 17ª Maratona Internacional de São Paulo contou com a presença de 20.000 corredores, que foram às ruas da capital paulista. Os corredores africanos confirmaram o favoritismo e venceram. Em um fim de corrida emocionante, a marroquina Samira Raif superou a queniana Rumokol Elisabeth no quilômetro final e venceu com novo recorde. Samira Raif registrou 2h36min01 e superou por seis segundos a marca de Maria Zeferina Baldaia, obtida em 2002. No

masculino, o queniano David Kemboi foi o vencedor, mas não quebrou a

melhor marca.

 

Resultados

Masculino

1- David Kemboi Kiyeng (Quênia/Nike) - 2h11min53s

2- Haylu Abebe Dagaga (Etiópia) - 2h13min12s

3- Musenduki Mohamedi Ikoki (Tanzânia) - 2h18min43s

4- Laelson da Silva Santana (Faz Atleta) - 2h20min15s

5- Jair José da Silva (Acrimet) - 2h21min00s

 

Feminino

1- Samira Raif (Marrocos/Atlas Mountain) - 2h36min01 (recorde da prova)

2- Rumokol Elizabeth Chepkanan (Quênia/Luasa) - 2h36min36

3- Nancy Jepkosgei Kipron (Quênia/Fila) - 2h38min52

4- Sueli Pereira da Silva (Jataí) - 2h39min10

5- Magdaline Jepkorir Chgemjor (Quênia/Fila) - 2h40min22

 

A 6ª edição da Meia Maratona de São Paulo 2011 tem realização e organização da Yescom, com promoção da TV Globo, SporTV, Globoesporte.com e patrocínio da Caixa, Adidas e Fisk. O evento conta com apoio da Gatorade, HCor e Montevergine. Apoio Especial da Prefeitura Municipal de São Paulo e Governo do estado de São Paulo, com supervisão da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt), Federação Paulista de Atletismo (FPA), Associação Internacional de Federações de Atletismo

(IAAF) e Associação das Maratonas e Corridas de Rua Internacionais

(AIMS).

 

A 18ª Maratona Internacional de São Paulo é uma realização da Rede Globo, com organização da Yescom, com promoção da TV Globo, SporTV, Esporte Espetacular, Globoesporte.com e Globo Internacional. A supervisão está a cargo da IAAF, CBAt, AIMS e FPA, com apoio especial da Prefeitura de São Paulo e do Governo de São Paulo. A prova tem patrocínio da CAIXA, da Adidas e do Governo Federal e apoio da

Montevergine, HCor, Café Três Corações e Gatorade.

 

Mais informações nos sites www.maratonadesaopaulo.com.br  e www.meiamaratonadesaopaulo.com.br

 

Nova lei livra empresas de recolher tributos sobre bolsas de estudos para empregados

Maxpress

Até bem pouco tempo atrás, a legislação que fala sobre o que entra ou não na base de cálculo do INSS das empresas não era muito clara e havia muitas dúvidas sobre o tema. A maior parte dos empresários paga, por exemplo, para seus empregados parte ou a totalidade de cursos de graduação ou pós-graduação. Como a lei deixava brechas, muitos deles ficavam sujeitos a autos de infração em caso de fiscalização por não recolherem os tributos sobre os valores gastos com educação.

 

Kelly Cristina Ricci Gomes, Gerente de Consultoria Tributária na De Biasi Auditores Independentes, explica que essa situação foi mudada recentemente a favor dos empregadores. Com a lei nº 12.513, de 26 de outubro desse ano, foram modificadas as regras para integração do valor relativo a plano educacional ou bolsa de estudo no salário-de-contribuição. ¡°As empresas sempre pagaram faculdades e cursos de pós e não somavam isso ao salário do empregado para calcular o INSS e o Imposto de Renda na Fonte, por exemplo. Porém, a legislação vigente dava a entender que esse valor deveria sim ser incluso. Agora é oficial: o investimento em educação não deve se somar ao salário, desde que os cursos estejam vinculados à atividade da empresa¡±, afirma.

 

Dentre as disposições contidas na referida Lei, Kelly destaca a alteração do disposto na alínea ¡°t¡±, do parágrafo 9º, do artigo 28 da Lei 8.212/91. De acordo com o texto, o valor relativo a plano educacional ou bolsa de estudo não integra o salário-de-contribuição quando visar à educação básica de empregados e seus dependentes ou à educação profissional e tecnológica de empregados quando vinculada às atividades desenvolvidas pela empresa - nos termos da Lei nº 9.394/96.

 

Porém, a lei descreve que o valor mensal gasto com educação não pode ser utilizado em substituição de parcela salarial nem ultrapassar 5% da remuneração do segurado a quem se destina ou o valor correspondente a uma vez e meia o valor do limite mínimo mensal do salário-de-contribuição (atualmente R$ 817,50). Nesse caso, considera-se a quantia que for maior.

 

¡°Com essas mudanças, o benefício deixa de estar limitado apenas à educação básica e aos cursos de capacitação e qualificação profissionais e passa a incluir a educação profissional técnica de nível médio, de graduação e de pós-graduação¡±, finaliza Kelly Cristina Ricci Gomes, da De Biasi Auditores Independentes.

 

Banco BMG promove ações de incentivo ao Santos durante a decisão do Mundial Interclubes

Maxpress

Torcedores poderão concorrer a camisas autografadas pelos atletas e enviar mensagens de incentivo a toda equipe

Durante a decisão do Mundial Interclubes, o Banco BMG, patrocinador máster do Santos Futebol Clube, preparou uma série de ações para criar uma grande corrente entre os torcedores brasileiros, para dar apoio e incentivo aos jogadores que estão no Japão.

Por meio do portal de notícias esportivas Torcida BMG e pela página do Facebook Esporte Interativo, os torcedores poderão testar os conhecimentos sobre o time, enviar mensagens a toda equipe do Santos Futebol Clube e ainda ganhar camisas autografadas por Neymar.

 

 

Na página do Esporte Interativo no Facebook, os torcedores já podem compor a Torcida BMG, apoiando o time brasileiro. Em forma de um contador, esse aplicativo reunirá virtualmente os torcedores até alcançar o objetivo final: lotar a Vila Belmiro.

Ainda no facebook do Esporte Interativo, está acontecendo o Quiz Torcida BMG. Os torcedores devem responder dez perguntas sobre a história do Santos. Quem responder mais questões em menos tempo ganhará dois ingressos para visitar o Museu do Santos e uma camisa autografada pelo Neymar.

 

No portal Torcida BMG (www.torcidabmg.com) acontecerá ainda o Concurso Cultural Camisa Campeão do Mundo Autografada. Os torcedores devem enviar mensagens de incentivo ao time pela página do portal de esportes. A melhor frase ganhará uma camisa autografada.

Por fim, uma camisa com 18 metros de altura e 16 metros de largura foi produzida para ser aberta em pontos turísticos de Tokyo.

 

Sobre o Torcida BMG

 

O Banco BMG, líder brasileiro no crédito consignado, e também uma das empresas que mais investe no esporte brasileiro lançou em outubro um novo canal de informação e interação entre torcedores e seus clubes, o Torcida BMG (www.torcidabmg.com). No portal, amantes do futebol, do vôlei, do automobilismo e da luta poderão acompanhar de perto os atletas e clubes. Os torcedores de equipes e esportistas patrocinados pelo BMG terão conteúdo exclusivo e poderão participar de diversas promoções. Além do noticiário esportivo, o endereço eletrônico terá como característica a interação. Diversas promoções prometem movimentar as torcidas de todo o país.

 

Todas as ações com torcedores, peças publicitárias e promoções de marketing esportivo terão a chancela do selo Torcida BMG.

 

 

Tênis de mesa apoiado pela CCR NovaDutra tem o melhor técnico do Estado de SP

Maxpress

O técnico Waldemir Júnior da equipe de Tênis de Mesa do CTM Jacareí/CCR NovaDutra/PMJ foi eleito pela Federação Paulista de Tênis de Mesa como o melhor técnico de 2011. O prêmio coroa o trabalho realizado na temporada, que levou a equipe jacareiense a diversos títulos e muitos destaques no meio mesatenístico. O treinador atua em favor do Tênis de Mesa de Jacareí há 14 anos.

 

"É muito gratificante ser reconhecido por aquilo que a gente faz. Procuro trabalhar com entusiasmo, dedicação e planejamento e dar o melhor de mim sempre. Ano passado fui premiado pela cidade de Jacareí como o técnico destaque de 2010 dentre todas as modalidades esportivas e agora fui escolhido como o melhor técnico do estado de São Paulo. Estou muito feliz, e agradeço a Deus, aos meus atletas, a CCR NovaDutra, ao secretário de Esportes Hernani Barreto, a Federação Paulista, em nome do presidente Lidnei Castro e a todos que admiram e colaboram com o meu trabalho", disse Waldemir Júnior.

 

Na escolha de melhores atletas do ano, o clube de Jacareí ainda levou mais três nomeações, que já eram esperadas pela comissão técnica devido aos resultados que tiveram no ano: Thiago Grossklaus foi eleito o melhor atleta da segunda divisão, Rodrigo Bergamo, o melhor atleta da categoria juvenil masculino e Jéssica Prates, a melhor atleta na categoria juventude feminino. Os três atletas além das indicações, também foram convocados pela Confederação Brasileira e disputaram no final de semana passado a seletiva nacional de 2012, onde enfrentaram os melhores atletas do país nas categorias adultas (acima de suas categorias) e apesar de não conquistarem a vaga tiveram excelente participação.

 

TRAJETÓRIA 2011- Em 2011 o técnico Waldemir Júnior conquistou o título de Bi-Campeão Brasileiro, Bi-Campeão do Jogos Abertos do Interior, Vice-Campeão dos Jogos Abertos da Juventude, Campeão Paulista, Campeão Valeparaibano, além de diversos títulos nas etapas da Liga Valeparaibana, Federação Paulista de Tênis de Mesa e Copas do Brasil. O treinador se consagrou também como técnico da seleção paulista e resgatou no município as disputas do circuito escolar, visando a massificação da modalidade, envolvento mais de 100 crianças das redes de ensino.

 

Sports Stars Media produz ¡°Mourinho and the Special Ones¡±

Gestão e Marketing do Desporto

José Mourinho vai ser o protagonista de uma nova série infantil: "Mourinho and the Special Ones". A produção, que decorrerá em Portugal no próximo ano, é da responsabilidade da Sports Stars Media e tem como objectivo atingir o mercado televisivo internacional com a proposta de carácter essencialmente educacional.

A moral de cada história da série é que cada criança pode ser "especial" e bem-sucedida na medida das suas capacidades. A série pretende retratar as aventuras de um grupo de jovens que concretizam o sonho de integrar uma escola de futebol orientada por o "Special One" José Mourinho. Ao treinador caberá a oportunidade de transformar as crianças em grandes jogadores de futebol, assim como em grandes seres humanos.

A Sports Stars Media assegurou os direitos de utilização da imagem de José Mourinho no contexto da série, bem como de utilização da imagem para todo o merchandising que será desenvolvido a partir da série.

O novo projecto de animação "Mourinho anda the Special Ones" conta com um orçamento de mais de dois milhões de euros.

 

 

UFC volta à HSBC Arena em janeiro

Chefões do Ultimate Fighting querem repetir o sucesso da última edição brasileira.

Fator Brasil

Cinco meses após o sucesso do Ultimate Fighting Championship (UFC) 134 - Rio, quando 14 mil fãs do esporte lotaram a HSBC Arena, na Barra da Tijuca, o maior campeonato de MMA do mundo retorna ao Brasil em 14 de janeiro. A cúpula do UFC decidiu repetir a fórmula e escolheu o Rio e a HSBC Arena, administrada pela GL events Brasil, para sediar o espetáculo das lutas mais uma vez.

Esta será a 3a edição do UFC no Brasil e a segunda na HSBC Arena, escolhida depois de passar por uma bateria de testes criteriosos feitos pela produção do Ultimate. Antes do evento de agosto, uma equipe especializada em som testou arenas multiuso de toda a América do Sul e constatou que a HSBC Arena tem a melhor acústica. No dia 12 de dezembro de 2011, a GL events Brasil, conquistou primeiro lugar na categoria Infraestrutura Técnica para Eventos do Prêmio Caio, o maior do setor, com o case "Melhor acústica da América Latina garante escolha da HSBC Arena para sediar UFC 2011".

"O teto da HSBC Arena também foi testado. Para um evento como o UFC é importante que a estrutura suporte um mega sistema de iluminação e sonorização, sem que nada atrapalhe a visão de quem vai assistir ao espetáculo. A verticalidade das arquibancadas e o formato de arena, em 360o, são outros diferenciais do espaço. Essas características garantem que todos os expectadores, independente de onde estejam sentados, assistam às disputadas no octógono com perfeição", explica Arthur Repsold, presidente da GL events Brasil, operação brasileira da segunda maior empresa do ramo de eventos do mundo, a francesa GL events.

Preocupações com a segurança do público e lutadores também foram fundamentais para a escolha do local. Em qualquer emergência, o espaço pode ser completamente esvaziado em apenas oito minutos, tempo de evacuação exigido pelo Comitê Olímpico Internacional ao Maracanã, por exemplo.

A HSBC Arena é o único espaço multiuso de padrão internacional existente no Brasil.

Perfil-A GL events Brasil é a operação brasileira da segunda maior empresa mundial do ramo de eventos, a francesa GL events. Com experiência em organização de megaeventos internacionais - como Copas do Mundo, Olimpíadas, festivais de música e cinema ¨C e administração de 36 espaços em 17 países, a GL events desembarcou no Brasil em 2006, quando venceu a licitação para fazer a gestão do Riocentro. Em 2007, atuou nos Jogos Panamericanos de 2007 e venceu a concorrência para administrar a HSBC Arena, no Rio de Janeiro. No Brasil, a GL events reúne cinco empresas: Faga | GL exhibitions, Riocentro, HSBC Arena, Aedita e Top Gourmet.

 

 

Grêmio, Banrisul e Icatu Seguros lançam plano de capitalização inovador

Fator Brasil

Foi lançado oficialmente no dia 1° de dezembro o Plano Azul, título de capitalização do Grêmio FBPA em parceria com a Icatu Seguros e Banco do Estado do Rio Grande do Sul. Com ele, os torcedores do clube que sejam correntistas do Banrisul, Itaú, Santander e Bradesco contribuem com R$ 20,00 mensais durante 24 meses. Além de concorrer a prêmios mensais, receberão uma coleção de camisas históricas do clube, desenvolvidas exclusivamente para o plano. ¡°O torcedor cede a reserva para que ela se converta em investimento para a estruturação do clube e para o time. Porém, o Grêmio conseguiu fazer um presente maior que a própria reserva, pois o que ele está abrindo mão não compraria as camisas que irá receber¡±, revela o vice-presidente Sul da Icatu Seguros, César Saut. Os torcedores podem optar entre duas coleções, com cinco camisas cada, que abrangem épocas históricas do clube, de 1903 a 1983. Os sorteios acontecem de forma mensal e semestral e variam de R$ 240,00 a R$ 100 mil.

Para Saut, o produto é inovador pelas vantagens específicas para os envolvidos: ¡°O projeto ficou excelente para a seguradora que abre uma nova frente de distribuição, para o clube que recebe uma receita adicional e a adesão dos torcedores no processo de estruturação do time, e para o torcedor pelas vantagens maiores que o aporte. É um produto bom para todos.¡± Segundo o presidente do Grêmio, Paulo Odone, a expectativa de comercialização é de 100 mil planos em dois anos, o que renderá R$ 15 milhões aos cofres do clube. A apresentação oficial contou também com o presidente do Banrisul, Tulio Zanim, o executivo de marketing do Grêmio, Paulo Cesar Verardi, conselheiros do clube e o atacante Kléber, como garoto-propaganda.

 

Copa Petrobras de Marcas já tem calendário definido para a temporada 2012

RedeTV! repete pacote de transmissão e categoria ganha uma opção na televisão fechada: SporTV vai mostrar na íntegra as provas nas noites de domingo .

Fator Brasil

A Copa Petrobras de Marcas já tem seu calendário e o pacote de transmissão televisiva para a temporada 2012. A primeira etapa será no dia 22 de abril no Autódromo Internacional José Carlos Pace, em São Paulo, o principal palco do automobilismo brasileiro. A competição será encerrada dia 2 de dezembro em Curitiba (PR).

Já os fãs da competição terão mais oportunidades para acompanhar as disputas pela televisão. Em 2012, a RedeTV! continuará mostrando as provas ao vivo. A novidade nas oito etapas de 2012 será a transmissão das duas corridas pelos canais SporTV nas noites de domingo. As reprises, ao longo da semana, serão também mostradas pelo canal.

"O campeonato deste ano foi um sucesso e chamou a atenção por onde passou com grandes disputas entre pilotos talentosos defendendo as principais marcas", explica Maurício Slaviero, diretor geral da Vicar Promoções Desportivas, promotora do evento.

"Consolidando a categoria como uma das mais importantes do país, buscamos incrementar o pacote de transmissão. Ele agora trará mais opções para aquele que gosta do automobilismo acompanhar as disputas da Copa Petrobras de Marcas", completa Maurício Slaviero.

Calendário 2012: 22 de abril - São Paulo|10 de junho - Brasília|24 de junho - Rio de Janeiro|22 de julho - Curitiba|23 de setembro ¨C Velopark | 28 de outubro - Tarumã|18 de novembro - Londrina|02 de dezembro ¨C Curitiba.

A Copa Petrobras de Marcas é uma realização da Vicar Promoções Desportivas, com supervisão da Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA). A Petrobras assina a competição, que tem patrocínio de Pirelli e apoio de Ecopads, Fremax, Lubrax, Motec e Transzero. [www.brasileirodemarcas.com.br] |.Fabrício de Lima.

 

Domino¡¯s patrocina eventos de MMA

Fator Brasil

Um dos esportes mais badalados do momento, o MMA (Mixed Marcial Arts) ganhou o patrocínio da rede Domino¡¯s no Brasil. A marca de pizza delivery tem um histórico de apoio aos esportes (surfe, skate) e agora aposta nos eventos de artes marciais como grandes geradores de oportunidades.

Ao longo de 2011 as vendas atingiram picos durante os sábados em que essas lutas eram transmitidas pelas tvs. O case mais significativo foi em agosto, com a realização do UFC Brasil, na Barra da Tijuca, que mobilizou o país na torcida pelo brasileiro Anderson Silva. Neste dia, as vendas das lojas no Rio de Janeiro subiram 25%.

¡°Percebemos que nossos clientes têm identificação com o esporte e que o mesmo ganha audiência cada vez maior, incluindo o público feminino. Entre os dias que mais vendemos no ano de 2011 estavam os das transmissões das lutas de MMA¡±, afirma a gerente de marketing, Adriana Copello. Segundo ela, entre os planos para 2012 está o patrocínio a atletas.

As ações do patrocínio envolvem distribuição de pizzas nas áreas vip, e apoio a atletas como Rodrigo Ratinho, 21 anos e Thiago Marreta, 27 anos.

Em 2011 a Domino¡¯s patrocinou três eventos: dois em Belo Horizonte e outro no Rio, no Clube do Botafogo. O próximo será dia 16, na Barra da Tijuca, onde foi inaugurada uma nova loja da marca, na rua Olegário Maciel.

Conhecido por WOCS (Watch Out Combat Show), o evento reunirá no Clube Oasis cerca de 1.200 pessoas para conferirem a luta de aspirantes ao UFC. O WOCS está em sua 17a edição desde que foi lançado, em maio de 2008. Alguns nomes conhecidos do MMA participarão do combate entre eles Alexandre Baixinho, que fará a principal luta da noite.

Para a área VIP com 500 convidados, a rede líder em delivery estima distribuir 200 pizzas, servidas em fatias.

O organizador do evento, Octavio Duarte, conhecido no meio como Tatá, tem 36 anos e dedicou mais da metade às lutas. Hoje concilia seu tempo entre as aulas de jiu jitsu e MMA, com os eventos da área e diz que o apoio da rede foi fundamental para o conforto dos convidados.

¡°Já tínhamos feito essa parceria em Belo Horizonte e deu super certo. Quando a gerente de marketing da empresa no Rio soube, entrou em contato comigo e acertamos todos os detalhes. A Domino¡¯s é a cara do evento que tem tudo a ver com assistir e comer pizza¡± ressalta.

O Clube Oasis da Barra onde acontece o WOCS é na Av. Prefeito Dulcídio Cardoso, 3007 Barra da Tijuca, a partir das 20h30m. Telefones: (21) 2434-1408 e 2434-4291. Já a Domino¡¯s fica na Avenida Olegário Maciel. Telefone: (21)2491-3030.

 

Telasul PDV entrega loja Gigante da Colina no Estádio São Januário, em parceria com a Penalty

Fator Brasil

A Telasul PDV, de Garibaldi (RS), é a responsável pela montagem da loja Gigante da Colina no Estádio São Januário, no Rio de Janeiro, em parceria com a marca de artigos esportivos Penalty. A loja Gigante da Colina é um espaço temático de mais de 400 metros quadrados, onde serão vendidas as peças oficiais que compõem o uniforme do clube Vasco da Gama.

A empresa tem previsão de crescer 30% no segmento de PDV em 2012 e deve chegar a um faturamento de R$ 150 milhões. Serão investidos R$ 3 milhões no próximo ano para ampliar a capacidade de produção em 65%. "A posição de destaque do Brasil no mercado mundial e a expectativa de que marcas globais invistam no País se somam à sustentabilidade econômica do mercado interno brasileiro e às demandas de eventos como a Copa de 2014 e as Olimpíadas 2016", explica Tiago De Biasi, diretor geral da Telasul.

Atualmente, a Telasul PDV tem seus produtos instalados em lojas do Brasil e da América do Sul. São clientes da Telasul PDV marcas como Nike, Centauro, Grendene, Hope, Technos, Opanka, TNG, Asics, Riachuelo, Olympikus e Reebook. A meta da empresa é se tornar o maior fornecedor de PDV da América Latina até 2014.

 

Parque Aquático Maria Lenk estreia os mesmos blocos de largada que serão utilizados em Londres 2012

Principais nadadores do Brasil utilizarão os novos blocos esta semana, no Campeonato Brasileiro Sênior.

Fator Brasil

O Campeonato Brasileiro Sênior de Natação, com início no dia 14 de dezembro (quarta-feira), no Parque Aquático Maria Lenk, no Rio de Janeiro, terá uma novidade para os nadadores. O Comitê Olímpico Brasileiro (COB) adquiriu 20 blocos de largada da marca suíça Omega, do mesmo modelo que será utilizado nos Jogos Olímpicos Londres 2012. Além dos blocos, o COB adquiriu 10 raias antiturbulência, com sistema similar ao que será utilizado nos próximos Jogos Olímpicos, com a capacidade de bloquear em até 70% as ondas formadas pelos atletas durante competição ou treinamento. A competição será mais uma oportunidade para os nadadores brasileiros alcançarem o índice para os Jogos Olímpicos Londres 2012,

Além disso, o Maria Lenk conta agora também com uma moderna sala de força e condicionamento, que será inaugurada na próxima sexta-feira, dia 16. ¡°O objetivo do COB é proporcionar as mesmas condições de treinamento e competição, no Brasil, que os nadadores brasileiros encontrarão nos próximos Jogos Olímpicos. Com sala de força e condicionamento e a modernização do Parque Aquático, estamos oferecendo a mais completa instalação para treinamento integral dos nossos atletas¡±, disse o superintendente executivo de esportes do COB, Marcus Vinícius Freire. ¡°Estamos em negociações com a Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos para que, além das competições, os nadadores realizem períodos de treinamento no Maria Lenk¡±, completou Marcus Vinícius.

Além do Campeonato Brasileiro Sênior, o Maria Lenk receberá o Torneio Open entre os dias 14 e 18. Segundo a Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos, todos os atletas brasileiros que participaram dos Jogos Pan-americanos de Guadalajara disputarão as competições. [ww.cob.org.br ].

 

 

Brasil Surf Pro é um dos campeonatos mais sustentáveis do mundo

Fator Brasil

Durante as cinco etapas de 2011 da maior competição de surfe do País, o Brasil Surf Pro, diversas cidades do litoral brasileiro receberam ações a fim de informar, educar e engajar a sociedade local e os surfistas com foco na importância de preservar nossas florestas. Não será diferente na última etapa, realizada em Florianópolis, na praia da Joaquina, de 14 a 18 de dezembro (quarta a domingo), quando será decidido o título brasileiro feminino e masculino.

Além da gestão sustentável do evento, o projeto ambiental Petrobras Surf pelas Florestas oferece espaços de conhecimento e integração socioambiental, palestras, visitas de escolas municipais à praia com atividades pedagógicas, café da manhã socioambiental e expedição de conhecimento. As atividades possibilitarão que a comunidade, lideranças socioambientais locais, público e surfistas tenham uma convivência com a cultura de sustentabilidade.

Para engajar as feras do surfe nessa "onda" ambiental o evento criou os "surfistas verdes". Cada onda surfada que receber nota igual ou acima de oito corresponderá ao plantio de cinco árvores. Já a tão esperada nota 10 vai gerar 50 plantios. Entre a neutralização das emissões de CO2 do evento e os plantios realizados pelos "surfistas verdes", a estimativa é que sejam plantadas 500 árvores até o final da competição, dependendo das condições do mar.

Uma parceria especial foi desenvolvida com o Projeto Carbono Social em Rede, do Centro Vianei de Educação Popular, contemplado pelo Programa Petrobras Ambiental e que atua na região serrana de Santa Catarina, no entorno do município de Lajes. Todas as emissões de CO2 geradas pelo Brasil Surf Pro serão compensadas por meio de plantio de árvores em propriedades de agricultores familiares. As árvores dos "surfistas verdes" serão plantadas no recém criado "Bosque do Surfe" em homenagem a esta parceria.

"A Petrobras é uma parceira de longa data do surfe nacional e, ao mesmo tempo, fortemente comprometida com a sustentabilidade. Por isso, as competições patrocinadas pela Companhia são uma ótima oportunidade para realizar ações promocionais ", explica o coordenador de Promoções da Petrobras, Diego Pila. "Este ano, resolvemos focar em ações de entretenimento, informação e engajamento do público jovem, das comunidades locais e dos surfistas quanto à importância de preservar nossas florestas. Estamos muito satisfeitos com os resultados obtidos."

O sucesso da metodologia utilizada na plataforma sustentável pode ser medido pela reação dos participantes da Global Wave Conference, conferência organizada pela Surfrider Foundation e realizada em outubro nas cidades de Biarritz (França) e San Sebastián. (Espanha). "Apresentei o projeto durante o evento e os participantes, de países como França, Portugal, Holanda, Austrália, Japão, EUA, Argentina e México, disseram não conhecer outro projeto que aborde a questão de sustentabilidade com tanta profundidade e seriedade", conta Glenn Suba, coordenador-geral das ações ambientais do Brasil Surf Pro.

Expedição - Para encerrar esta edição do projeto com consciência e atitude, a equipe ambiental do campeonato realizará no sábado, dia 15, uma expedição ecológica de stand up paddle (modalidade de surfe praticada com ajuda de remos), canoas e caiaques pela Lagoa da Conceição, em parceria com entidades de surfe locais.

Além disso, dez árvores serão plantadas para homenagear o final do Ano Internacional das Florestas. "A gente preserva aquilo que amamos e vamos apresentar a belíssima Lagoa de Conceição de outro ângulo, pouco conhecido, no intuito de engajar cada vez mais pessoas na luta pela sua preservação", comenta Glenn Suba.

No domingo dia 18, o Brasil Surf Pro (BSP), em parceria com o Projeto Tamar de Florianópolis e o Joaquina Surf Club, mobilizarão na praia da Joaquina, nas dunas e no costão, um grande mutirão de limpeza. A iniciativa vai preparar o caminho para a soltura de tartarugas marinhas reabilitadas após captura acidental em redes de pesca. A ação será realizada em frente à estrutura do evento, entre as baterias da semifinal e final.

"Vamos trabalhar juntos com a ONG Joaquina Surf Club para deixar um legado de educação e conhecimento ambiental, mostrando a importância do surfe no engajamento da população em prol da preservação das praias", explica Glenn Suba. A organização também promoverá um curso de pedagogia e gestão ambiental para escolas associadas da Aces (Associação Catarinense das Escolas de Surf) e associações de surfe, com palestras, metodologias e encenação de atividades pedagógicas, além de noções básicas de gestão ambiental das praias onde operam.

Alunos de escolas municipais e integrantes de projetos sociais da região terão oportunidade de curtir a área da competição entre os dias 14 e 16. Recebidos pela equipe pedagógica do campeonato, a garotada fará um passeio pela estrutura do evento e participará de gincanas e atividades pedagógicas com foco na preservação das florestas.

Os alunos e convidados do evento conhecerão o espaço Petrobras Surf Pelas Florestas e aprenderão dicas simples de como preservar as florestas do Brasil. A tenda funcionará ao lado da estrutura principal do BSP, nos dias do evento.

O programa Petrobras Surf Pelas Florestas conta com apoio do Ministério do Meio Ambiente. As etapas do Brasil Surf Pro são transmitidas ao vivo pelo www.brasilsurfpro.com.br. Agenda Ambiental Brasil Surf Pro - Etapa Florianópolis - Praia da Joaquina: 13/11 - 10h às 12h - Curso em Pedagogia e Gestão Ambiental (primeira parte).|.14/12 - 16/12 - 8 às 11h30 e 13 às 17h - Excursões de projetos sociais e escolas municipais para local do campeonato.|.16/12 - 14 às 16h - Curso em Pedagogia e Gestão Ambiental (segunda parte).|.17/12 - 7 às 10h - Expedição Surf Pelas Florestas - Remada pela Lagoa da Conceição.|.17/12 11 às 12h - Eco-brunch - Confraternização entre representantes de projetos ambientais e da comunidade Surfe do Florianópolis.|.18/11 - 8 às 10h - Mutirão de limpeza da praia da Joaquina.|,18/11 - 10h30 às 11h - Soltura de Tartarugas Marinhas (entre semifinais e finais).

 

Fox confirma: Fox Sports no ar em 2012

Canal entra no ar em fevereiro, no espaço do Speed Channel, já com os direitos exclusivos de transmissão da Libertadores e da Sul-Americana

Meio & Mensagem

A Fox International Channels confirmou a notícia que já vem agitando o noticiário esportivo e de mídia nos últimos tempos: em fevereiro, a TV paga brasileira ganhará o canal Fox Sports, que já está presente em toda a América Latina e nos Estados Unidos, agora, ganha uma versão 100% nacional, com importantes torneios em seu cardápio.

O comunicado divulgado à imprensa nesta sexta-feira, 16, informa que a Fox International Channels finalizou a compra da participação majoritária da Fox Pan American Sports, pertencente a HM Capital Partners. O Fox Sports ocupará o espaço do Speed Channel na TV paga brasileira, aproveitando, assim, a audiência já consolidada dos espectadores da faixa.

Confirmando as informações que já circulavam na imprensa e que também foram noticiadas pelo Meio & Mensagem, o novo canal esportivo já entra no ar com uma importante carta na manga: os direitos exclusivos de transmissão da Copa Santander Libertadores da América e da Copa Bridgestone Sul-América ¨C que, até então, faziam parte do cardápio da SporTV. Na TV aberta, os direitos de transmissão dos dois torneios pertencem à Globo.

Com isso, a disputa pelo interesse dos amantes de futebol na TV paga deve se acirrar consideravelmente. Mesmo sendo recém-chegado na área, o Fox Sports certamente chamará a atenção dos espectadores, uma vez que a temporada de 2012 da Libertadores reunirá importantes clubes brasileiros (Santos, Corinthians, Vasco Da Gama, Fluminense, Internacional e Flamengo). Isso já estaria preocupando a SporTV, que, para tentar não perder público, poderá partir para uma negociação direta dos direitos, juntamente com cada clube sul-americano envolvido, de acordo com o próprio presidente da Globosat, Alberto Pecegueiro. A declaração foi dada em uma entrevista excluvisa concedida ao Meio & Mensagem em outubro de 2011, quando os rumores da chegada do Fox Sports já eram bem barulhentos (leia sobre a declaração aqui).

No dia 18 de Novembro, o Meio & Mensagem também antecipou que a sede do Fox Sports no Brasil será na cidade do Rio de Janeiro (leia aqui). Inicialmente, toda a infra-estrutura utilizada pelas transmissões será a de uma produtora local. Além dos dois torneiros sul-americanos de futebol, o novo canal também fará a transmissão das corridas da Nascar (atualmente no Speed Channel), parte da Premier League inglesa, e lutas clássicas da UFC (acervo do canal norte-americano Fuel). Uma nova logomarca está sendo produzida para o canal, que já tem entre seus contratados Eduardo Zerbini (ex-TV Record) como diretor de produto e Marcio Moron (ex-Terra TV) na direção de esportes. Como um todo,a Fox no Brasil ¨C que inclui todo o seu portfólio de canais ¨C terá 80 funcionários no País.

 

A pior profissão do mundo

Meio & Mensagem

Ricardo Fort

Quando eu trabalhava na Índia e era responsável pelo marketing do Butão, Nepal, Bangladesh, Maldivas e Sri Lanka (além da Índia), recebi um ranking das melhores cidades do mundo para viver (Mercer¡¯s 2010 Quality of Living Survey).

A cidade de Daca, capital de Bangladesh, aparecia no último lugar da lista. Logo, Daca é a pior cidade do mundo para viver.

Se você já foi à Daca, pode confirmar ou não este título.

A qualquer hora do dia, você levará 3 horas pra percorrer os 15 quilômetros que separam o aeroporto do centro. O ar é irrespirável o ano todo. No verão, chega a faltar eletricidade por 12 horas vário dias seguidos.

Há algumas semanas, um outro ranking (elaborado pela CareerBliss.com) foi publicado pela CNBC: as 10 profissões mais odiadas.

Diretores de Marketing têm a segunda profissão mais odiada do mundo (segundo eles ¨C ou nós - mesmos). Só perdemos para os profissionais da área de tecnologia.

Mas por quê uma profissão tão glamorosa e que paga tão bem (sem contar os eventos, prêmios, etc.) é tão mal vista ?

As razões principais são a falta de direcionamento dos líderes das empresas e poucas oportunidades de crescimento. Isto faz com que muitos profissionais vejam o Marketing como uma área burocrática e sem valor. Deprimente.

Não sei quem foi entrevistado nesta pesquisa, mas não concordo nem um pouco com o resultado. Marketing continua sendo o coração de qualquer empresa séria e o principal responsável pelo seu sucesso.

Se na sua empresa isso não é bem assim, sugiro que você desista dela antes de desistir do Marketing.

 

Quanto vale um post?

Estudo da TNS revela que 45% dos brasileiros confiam no que seus amigos escrevem sobre marcas nas redes sociais

Meio & Mensagem
Quase metade dos brasileiros - mais exatamente, 45% -, confia no que seus amigos escrevem sobre marcas nas mídias online, e 32% deles considera relevante mesmo a opinião de consumidores desconhecidos: essas são algumas das informações do estudo Digital Life, com o qual a multinacional de pesquisas TNS analisa o comportamento dos consumidores no universo virtual.

No Brasil, revela ainda a pesquisa, 47% dos entrevistados também colocou já algum comentário sobre marcas na internet. Nesse grupo, 44% coloca o interesse em ajudar outros consumidores como principal motivação para esses comentários. Vêm a seguir, nesse ranking, o desejo de compartilhar informações - com 31% -, enquanto 13% quiseram elogiar marcas, e 12% fizeram algum tipo de reclamação.

E, em quaisquer etapas desse processo, e em todas as categorias de mercado, os consumidores brasileiros já utilizam mais fontes de informação online do que offline ¨C respectivamente, médias de 2,9 e 1,9 fontes de informação -, no processo das decisões relativas a suas compras. ¡°É inquestionável a importância da web para a decisão de compra dos consumidores, até mesmo para categorias em que não há envolvimento direto com o mundo digital, como remédios sem prescrição e produtos de higiene pessoal¡±, afirma Juan Londono, responsável pelo Digital Life na América Latina.

Para ele, as empresas precisam hoje mapear quem são os consumidores mais influentes dos mercados nos quais atuam, e esforçar-se para engajá-lo. ¡°Por outro lado, elas não devem negligenciar seus canais de geração de conteúdos, como website e canais do YouTube, entre outros, pois essas continuam como as fontes de informação mais consultadas. O desafio está em entender como criar links pertinentes entre ambos os tipos de conteúdos¡±, completa Londono.

Esse estudo da TNS começou a ser apresentado em novembro último, e globalmente incluiu aproximadamente 72 mil entrevistas em sessenta países; no Brasil, houve duas mil entrevistas.

 

 

Infográfico: Inovação Aberta, Cocriação e Crowdsourcing

HSM online

 

 

 

 

Metodologia do BNDES incentiva desenvolvimento de ativos intangíveis

HSM online

Avaliar apenas a saúde financeira de uma empresa deixou de ser a única prática para investidores ou para conceder crédito. O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), por exemplo, criou a Metodologia de Análise de Empresas (MAE), uma ferramenta que avalia competitividade e ativos intangíveis como os capitais estratégico, sócio-ambiental, de relacionamento, financeiro, intelectual, de processo, inovação e governança corporativa.

De acordo com a chefe do Departamento de Informação e Conhecimento da Área de Planejamento do BNDES, Helena Tenório, a ideia teve início em 2007 quando o banco contratou uma consultoria para desenvolver uma metodologia de avaliação de intangíveis. ¡°Um diretor da casa estava desenvolvendo sua tese sobre o tema e apresentou o projeto para o banco. Eu passei a trabalhar nesse projeto porque era sua assessora na época e dei continuidade depois que ele se aposentou¡±, conta.

Depois de três anos de capacitação dos funcionários do banco, a ferramenta foi colocada em prática, no ano de2010 em um projeto-piloto com algumas empresas. A partir daí passou por um processo de validação, melhorias e transformação da metodologia para avaliar a competitividade das empresas.

O economista João Paulo Carneiro, gerente da MAE, ressalta que a ferramenta pode ser usada como instrumento para prospectar potenciais clientes, mas que não é um pré-requisito para conceder financiamentos. ¡°A ferramenta também é utilizada com empresas que já são nossos clientes e que podem melhorar seu desempenho nos ativos intangíveis¡±, explica. A perspectiva é refazer a avaliação a cada dois anos com uma mesma empresa.

Para Helena, mais do que uma avaliação, a MAE é um processo, um instrumento inovador dentro do banco, que passa a olhar as empresas de forma diferenciada. ¡°O ponto central foi a necessidade de fortalecer nossa gestão do conhecimento, mais até que melhorar a nossa análise¡±, destaca.

Atualmente uma equipe formada por representantes de várias áreas do banco visitam as empresas, conversam com vários gestores e preenchem um questionário de avaliação, que é usado internamente.Carneiro destaca que esse é um  processo colaborativo, com uma rica troca de informações, para que todos falem a mesma língua e tenham os mesmos parâmetros para avaliar e classificar as empresas.

As empresas avaliadas são de segmentos variados, escolhidas de acordo com o relacionamento com o banco. Helena explica que os setores são cada cada vez mais homogêneos e vão desde indústrias até empresas de serviços. A maioria ainda é de grandes empresas, mas o BNDES quer diversificar.  ¡°Acredito que as pequenas empresas serão beneficiadas pela avaliação, justamente porque ela desvia o foco de aspectos apenas financeiros e observa outras características. Traz à tona questões que empresas menores querem mostrar¡±, afirma.

Antes de serem avaliadas, as empresas recebem uma orientação prévia sobre as questões sócio-ambientais, por exemplo. ¡°Além disso, também enfatizamos a importância do aumento do capital de governança, relacionamento e que há um foco muito grande nisso no mundo todo¡±, ressalta.

A coordenadora do projeto conta que as equipes do banco costumam ser bem recebidas pelas empresas. ¡°Há um certo estranhamento pelo fato de um banco querer falar e avaliar áreas como  RH e planejamento ou pedir para ver o balanço social, mas ao final gostam bastante do resultado ¡±.

Ao terminar a avaliação, o BNDES determina alguns direcionamentos para as empresas, oferece linhas de crédito mais adequadas às  suas necessidades e indica em quais competências é preciso melhorar. ¡°Nós também aprimoramos o conhecimento sobre a nossa  carteira de clientes e com o passar do tempo, consolidamos seu histórico¡±, destaca Helena.

Desde que a MAE foi implementada, 45 empresas foram avaliadas. A perspectiva do BNDES é avaliar o dobro em 2012. Helena explica que não há uma equipe fíxa o tempo todo para fazer parte das avaliações. ¡°A coordenação da MAE é responsável pela gestão do sistema e forma equipes direcionadas para uma determinada empresa¡±.  Ao todo são 200 funcionários de diversas áreas, como as de crédito e de mercado de capitais, que fazem parte das equipes de avaliação.

Em 2012, o banco pretende ampliar o treinamento da equipe e capacitar mais 150 pessoas. Além disso, um sistema tecnológico está sendo desenvolvido para intregrar essa metodologia. ¡°O objetivo é obter um treinamento contínuo e aperfeiçoar a análise cada vez mais¡±, conclui Helena

 

 

Como vencer os gargalos do crescimento brasileiro

HSM online

Não há dúvidas de que o panorama atual brasileiro, de um modo geral, é de boas notícias, tais como o aumento da renda familiar e maior oferta de crédito. Dados da PNAD mostram que, entre 2003 e 2009, 35,7 milhões de pessoas subiram de classe social e 27,9 milhões superaram a pobreza. São números importantes que provocam um impacto econômico com o surgimento de novos consumidores, por exemplo.

Mas, se tudo vai bem, quais são os nossos gargalos de crescimento? A falta de reformas trabalhista e tributária, além da corrupção acentuada, são obstáculos a serem vencidos. Além disso, o Brasil vai sediar dois grandes eventos esportivos nos próximos anos, com a expectativa de gerar muitos negócios, mas ainda falta infraestrutura e mão de obra qualificada. Grandes desafios.

O futuro já chegou e o Brasil agora é o país do presente. A frase foi dita por Carlos Bülher, presidente da Holcim, empresa especializada em cimento, concreto e agregados, em palestra durante a ExpoManagement 2011. Esse pensamento revela que não há tempo a perder. O desenvolvimento sustentável do país depende de infraestrutura e educação e é preciso vencer alguns desafios, citados por Bülher, como:

    • Focar no planejamento a longo prazo e executá-lo de forma rigorosa.
    • Estimular o aumento dos investimentos e créditos de longo prazo.
    • Aumentar a produtividade na iniciativa privada e no governo.
    • Promover o desenvolvimento do capital humano como valor.

Transformar o país por meio da educação é um caminho que começa a ser trilhado. Marcelo Battistella Bueno, do Grupo Anima, também em palestra durante ExpoManagement 2011, citou que o Brasil de FHC foi o da estabilidade; de Lula, o da inclusão social e da presidente Dilma tem de ser o da inclusão intelectual.

Liberar esse gargalo é uma prioridade nacional e para isso, segundo Bueno, é preciso incentivar bolsas e doações, parcerias entre empresas e universidades para investirem em inovação, além de fomentar o investimento das empresas em educação. Existe um novo país e junto com ele novas perspectivas. O importante agora é não parar de crescer.

 

Globo volta atrás e confirma transmissão de Mundial Interclubes em todo o País

Comunique-se

A Rede Globo exibirá ao vivo, para todo o Brasil, na manhã deste domingo, 18, o jogo do Santos pela final do Mundial Interclubes, realizado no Japão. Conforme o Comunique-se noticiou em primeira mão, o jogo do Santos desta última quarta-feira, 14, foi exibido apenas em São Paulo. A partida garantiu a vaga na final depois da vitória de 3 x 1 em cima do Kashima, do Japão.

O adversário do clube paulista de domingo será o Barcelona, que nessa manhã, 15, garantiu a tranquila vitória de 4 a 0 sobre o Al Sadd, do Qatar.

O jogo do Santos vai ao ar,  logo após o "Globo Rural", com narração de  Cléber Machado, comentários de Walter Casagrande e Arnaldo Cezar Coelho.

 

 

Dilma veta publicidade institucional de cigarros

Texto que liberava propaganda institucional dos fabricantes foi vetado pela presidente. No RJ, a Souza Cruz conseguiu suspender a aplicação de seis imagens de advertência nos maços de cigarro

Meio & Mensagem

A presidente Dilma Roussef sancionou a lei que proíbe definitivamente o fumo em locais fechados em todo o Brasil, sejam eles públicos ou privados, e manteve a proibição da propaganda comercial destes produtos, permitindo agora apenas a exposição dos mesmos nos pontos de venda. E até para isso deve ser feito o alerta para consumidores: a exibição deve ser acompanhada de mensagens de advertência sobre os problemas de saúde causados pelo fumo.

A Lei 9.294, que é de 1996 e foi alterada agora por Dilma, prevê ainda que mensagens de alerta sejam inseridas nas embalagens de cigarros ¡°de forma legível e ostensivamente destacada¡±. Elas deverão ocupar inicialmente 100% da face posterior e de uma das laterais da embalagem. Mas a partir de janeiro de 2016, 30% parte inferior da face frontal da embalagem também deverá trazer tais alertas. Atualmente estas mensagens ocupam a parte posterior dos maços.

Além disso, a presidente vetou o parágrafo que regularizava a divulgação institucional dos fabricantes de produtos derivados de tabaco o que poderia possibilitar a vinculação de empresas do segmento a eventos, por exemplo. A divulgação, mesmo que institucional dos fabricantes, vai contra a Convenção-Quadro sobre Controle do Uso do Tabaco, assinada pelo Brasil. A Lei foi publicada nesta quinta-feira, 15, no Diário Oficial da União.

SOUZA CRUZ CONSEGUE VITÓRIA NA JUSTIÇA
Em contrapartida, também na semana passada, a Justiça Federal acolheu recurso da Souza Cruz e suspendeu a aplicação de seis imagens de advertência estampadas obrigatoriamente nos maços de cigarro.

De acordo com os desembargadores, ¡°o poder de regulamentação da ANVISA não pode se sobrepor ao direito de o fabricante de cigarros de ter seu produto veiculado de forma legítima.¡±

A disputa teve início em 2008, quando a Agência Nacional de Vigilância Sanitária determinou a inclusão de dez novas imagens de advertência nos maços de cigarros. A Anvisa deve recorrer da decisão da Justiça. 

 

As grandes gafes do ano no marketing nos EUA

Advertising Age lista as dez piores ações de empresas e pessoas neste ano no mercado americano

Meio & Mensagem

The Charlie Sheen Show
As peripécias de Sheen trouxeram-lhe muita atenção em 2011. Sua briga com os produtores da série Two and a Half Men fez com que ela parasse de ser produzida. Além disso, Sheen concedeu entrevistas ladeado de atrizes pornô, postou comentários desconexos no Twitter e foi protagonista de participações furiosas em programas de rádio.

Overstock muito apressado
¡°Se tudo der certo, você verá a Overstock.com sair de cena e a O.co tomar seu lugar¡±. Essas foram as palavras do CEO Patrick Byrne, na primeira metade do ano. ¡°Fizemos as coisas muito rapidamente e as pessoas ficaram confusas. Elas estavam dizendo que não fizemos um bom trabalho. Ainda estamos focados na O.co, mas a um ritmo mais lento¡±. E essas foram as palavras do presidente Jonathon Johnson, em novembro. Pelo menos os clientes não ficaram furiosos. Apenas confusos.

Netflix irrita seus clientes
Em julho, a Netflix anunciou em julho, com uma desculpa pouco convincente, que os preços para os assinantes subiriam. Em setembro, um e-mail do CEO da marca, Reed Hastings, para seus clientes começava com as palavras ¡°fizemos besteira¡±. Ao invés de avisar o público sobre uma queda nos preços, o e-mail anunciava que a Netflix separaria serviços de aluguel de DVD e vídeos por streaming.

Anúncio da Nívea
Uma das peças da campanha da Nívea mostrava um homem negro, bem vestido e com os cabelos aparados, atirando para longe os restos de sua antiga aparência, que incluía um penteado afro. Na parte de baixo da foto, as palavras ¡°re-civilze yourself¡± ¨C algo como ¡°recivilize-se¡±, em português. A internet encheu-se de protestos contra o anúncio possivelmente racista e a empresa tirou-o de circulação.

Lançamento do novo Target.com
Após desligar-se da Amazon, o site de vendas Target.com decidiu repaginar seu layout. A loja online, que vinha de uma relação de mais de dez anos com a gigante Amazon, relançou seu endereço na web, mas enfrentou diversos problemas com páginas que não carregavam, links quebrados e registros inexistentes.

Tênis tonificantes
É possível ter nádegas tonificadas apenas calçando um par de tênis e andando por aí? Sem exercícios específicos e sem se matar na academia? Talvez seja bom demais para ser verdade. De acordo com a Federal Trade Comission ¨C órgão de proteção ao consumidor nos Estados Unidos ¨C a promessa da Reebok era mesmo descabida. A empresa concordou em desembolsar US$ 25 milhões para reparar danos de sua propaganda enganosa. Outra produtora de tênis tonificantes, a Skechers, também está sob a mira de órgãos públicos.

Bank of America fora de sintonia
Com os consumidores ainda sentindo os efeitos da crise econômica e com a classe média norte-americana suficientemente irritada com resgates financeiros e com os lucros dos bancos, essa não era a hora para alguém implantar uma taxa de US$5 por mês para os utilizadores de cartões de débito. E foi exatamente o que o Bank of America fez. O banco acabou por abandonar a ideia depois de reclamações dos clientes.

O fiasco da Fiat
Quando os fãs da montadora italiana viram Jennifer Lopez rebolando no anúncio do Fiat 500, a reação foi de confusão e fúria. Mas eles entenderam errado, disse a Chrysler. O anúncio não era sobre um carro, mas sobre um novo clip da cantora. Não demorou muito para que a Impatto, a agência por trás da ação, fosse trocada e um anúncio ¡°de verdade¡± fosse ao ar. Mas J.Lo estava muito ocupada para fazer novas filmagens. Então foi usada uma dublê.

Huffington Post pune colaborador
O jornal suspendeu indefinidamente um de seus colaboradores por supostamente escrever o que não devia em uma de suas colunas. ¡°Nós temos tolerância zero com esse tipo de atitude¡±. Mas a punição parece ter sido excessiva. Blogueiros de outros sites afirmaram que a pessoa em questão apenas fez o que foi ensinada a fazer pelo Huffington Post.

Groupon e o Super Bowl
O pessoal do Groupon achou que seria uma boa ideia tirar um sarro da atual situação problemática do Tibet, em um anúncio sobre compra de cupons para restaurantes. O pior: a peça foi ao ar durante o Super Bowl, a final da liga estadunidense de futebol americano, um dos eventos mais vistos no mundo. O comercial causou alvoroço nas mídias sociais e o CEO da loja de vendas online, Andrew Mason, teve de se desculpar.

 

Laureus anuncia os candidatos ao 'Oscar do Esporte'

Agencia Estado

Foram anunciados nesta quinta-feira os candidatos ao prêmio Laureus, que é considerado o Oscar do Esporte. Nomes como Novak Djokovic, Sebastian Vettel, Lionel Messi, Usain Bolt, Petra Kvitova, Oscar Pistorius, Liu Xiang e Kelly Slater estão entre os indicados nas sete categorias da eleição dos melhores de 2011, cujos vencedores serão conhecidos em cerimônia no dia 6 de fevereiro, em Londres.

 

Os candidatos de cada categoria foram escolhidos através de votação realizada com jornalistas do mundo inteiro, enquanto os vencedores serão definidos pelo voto dos 47 ex-atletas que fazem parte da academia da fundação Laureus. E, pelos indicados nesta quinta-feira, a disputa promete ser bastante acirrada.

 

Na eleição do melhor atleta masculino do ano, os seis candidatos tiveram um 2011 incrível. O tenista sérvio Novak Djokovic, por exemplo, foi campeão de três torneios do Grand Slam e virou número 1 do mundo. Já o piloto alemão Sebastian Vettel se tornou o mais jovem bicampeão da história da Fórmula 1. E o também alemão Dirk Nowitzki levou o Dallas Mavericks ao inédito título da NBA.

 

Mas a disputa não está restrita a Djokovic, Vettel e Nowitzki, que buscam o prêmio inédito. Após ser novamente campeão mundial, o jamaicano Usain Bolt pode ganhar o Laureus pela terceira vez na carreira. Os outros dois candidatos nessa categoria são o ciclista australiano Cadel Evans, dono do título da última Volta da França, e o jogador de futebol argentino Messi, que brilhou com o Barcelona.

 

Entre a melhor atleta feminina do ano, as candidatas são a queniana Vivian Cheruiyot (atletismo), a checa Petra Kvitova (tênis), a alemã Maria Höfl-Riesch (esqui), a japonesa Homare Sawa (futebol), a norte-americana Carmelita Jeter (atletismo) e a chinesa Yani Tseng (golfe), sendo que a vencedora será inédita.

 

Dessa vez, dois brasileiros concorrem ao prêmio Laureus: Daniel Dias (natação) e Terezinha Guilhermina (atletismo), que disputam a eleição de melhor atleta paraolímpico do ano - o primeiro já ganhou essa mesma honraria na edição de 2009. Mas eles terão como principal adversário o sul-africano Oscar Pistorius, que é a maior estrela mundial do esporte paraolímpico.

 

Confira todos os candidatos ao prêmio Laureus:

 

Melhor Atleta Masculino - Novak Djokovic (SER/tênis), Sebastian Vettel (ALE/Fórmula 1), Lionel Messi (ARG/futebol), Dirk Nowitzki (ALE/basquete), Usain Bolt (JAM/atletismo) e Cadel Evans (AUS/ciclismo)

 

Melhor Atleta Feminina - Vivian Cheruiyot (QUE/atletismo), Petra Kvitova (RCH/tênis), Maria Höfl-Riesch (ALE/esqui), Homare Sawa (JAP/futebol), Carmelita Jeter (EUA/atletismo) e Yani Tseng (CHN/golfe)

 

Melhor Atleta Paraolímpico - Daniel Dias (BRA/natação), Terezinha Guilhermina (BRA/atletismo), Oscar Pistorius (AFS/atletismo), Esther Vergeer (HOL/tênis), David Weir (ING/atletismo) e Irek Zaripov (RUS/esqui)

 

Melhor Atleta de Esportes Radicais - Kelly Slater (EUA/surfe), Jamie Bestwick (ING/bike), Philip Köster (ALE/windsurfe), Carissa Moore (EUA/surfe), Travis Rice (EUA/snowboard) e Shaun White (EUA/snowboard)

 

Melhor Equipe - Barcelona (ESP/futebol), Dallas Mavericks (EUA/basquete), All Blacks (NZL/rúgbi), Red Bull (AUT/Fórmula 1), seleção japonesa feminina de futebol e seleção inglesa de críquete

 

Melhor Retorno - Eric Abidal (FRA/futebol), Darren Clarke (IRL/golfe), Sergio Garcia (ESP/golfe), Liu Xiang (CHN/atletismo), Crusaders (NZL/rúgbi) e Queensland Reds (AUS/rúgbi)

 

Revelação - Yohan Blake (JAM/atletismo), Petra Kvitova (RCH/tênis), Rory McIlroy (IRL/golfe), Li Na (CHN/tênis), Oscar Pistorius (AFS/atletismo) e Mo Farah (ING/atletismo)

 

 

Ênio Vecchi não é mais técnico da seleção de basquete

Agencia Estado

Sem grandes explicações, a Confederação Brasileira de Basquete (CBB) anunciou nesta quinta-feira a decisão de não renovar o contrato com o técnico Ênio Vecchi. O treinador, assim, deixa o comando técnico da seleção brasileira feminina depois de levá-la à classificação para os Jogos Olímpicos de Londres.

 

O treinador tinha contrato com a CBB até o dia 31 de dezembro. Ele havia assumido a seleção há um ano, no lugar do espanhol Carlos Colina. O treinador, na ocasião, estava trabalhando no Vitória Basquete, do Espírito Santo. Além de Ênio, Uburatan Paccini, que era seu assistente, também não permanece na seleção.

 

Na nota publicada em seu site oficial, a CBB alega que a decisão foi tomada "a partir de um realinhamento do projeto pensando no continuidade do trabalho de base realizado até agora e para 2016.". O texto não explicita se Janeth Arcaín, que também era assistente de Ênio, segue na CBB. Ela, porém, tem a confiança da diretora de basquete feminino, Hortência Marcari, sua ex-companheira de quadra, e comandou as seleções de base na Copa América Sub-16, no Sul-Americano Sub-17 e na Universíade.

 

Ênio comandou a seleção brasileira feminina em apenas dois torneios. No Pré-Olímpico das Américas, quando o Brasil foi campeão com certa facilidade, e nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara. Ali, a seleção perdeu para Porto Rico nas semifinais e teve se contentar com uma frustrante medalha de bronze

 

Site Map